.mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. SABEDORIA INFANTIL

. Alerta> Sinais de Pedofil...

. Alerta> Sinais de Pedofil...

. Abuso sexual infantil (pe...

. "PEDRALHÃES"

.arquivos

.favorito

. 10 blogs para conhecer no...

. Sua presença basta

. Poema - Mais vale guardar...

.subscrever feeds

.Selos

CANCRO - Encontrem a cura,

antes que me cresçam

as maminhas!

Quarta-feira, 14 de Agosto de 2013

SABEDORIA INFANTIL

O famoso Comentador da TV, Marcelo Rebelo de Sousa, estava a bordo de um avião, indo de Lisboa para o Porto.
A seu lado, sentou-se um garoto de uns 10 anos, de óculos, com ar sério e compenetrado.

 

Assim que o avião descolou, o garoto abriu um livro, mas Marcelo Rebelo de Sousa puxou conversa:
"Ouvi dizer que o voo fica mais curto se a gente conversar com o passageiro do lado. Gostarias de conversar comigo?"
O garoto fechou calmamente o livro e respondeu:
"Talvez seja interessante. Que tema o Sr. gostaria de discutir?"
"Ah, que tal política? Achas que devemos reeleger Pedro Santana Lopes ou dar uma chance ao José Sócrates?"
O garoto suspirou e replicou:
"Pode ser um bom tema, mas antes preciso lhe fazer uma pergunta".
"Então manda!", encorajou Marcelo Rebelo de Sousa.
"Cavalos, vacas e cabritos comem a mesma coisa, capim, relva, ervas, concorda?"
"Sim", disse Marcelo Rebelo de Sousa.
"No entanto, cabritos excretam bolinhas, vacas largam placas de esterco e os cavalos grandes bostas... Qual a razão para isto?
" Marcelo Rebelo de Sousa pensou por alguns instantes, mas confessou que não sabia a resposta.
O garoto concluiu:
"Então como é que o senhor se sente qualificado para discutir quem deve governar Portugal, se não entende de 'merda' nenhuma?"

======================

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 01:17

link do post | E custa, comentar aqui?
Terça-feira, 14 de Agosto de 2012

Alerta> Sinais de Pedofilia 2

O Pedófilo 

Ele apresenta-se como um tipo com bom coração que só quer ajudar 

Características dos Predadores Sexuais: 

O predador sexual típico é muito imaturo na sua compreensão de intimidade. É como se quisesse intimidade, mas falta-lhe capacidade para o satisfazer e não confia.

Estes sentimentos de frustração descambam em raiva muitas vezes e é neste ponto que o individuo se torna perigoso. Ele está desesperado.

Tenta encontrar intimidade e carinho, mas quando não o conhece da forma apropriada exige-o a uma criança com pouca resistência.

É normal encontrar nos pais do predador também falta de afecto. E o ciclo continua. 

Há algumas características comuns aos predadores sexuais. 

Sinais do Predador: 

a.. Recusa tomar responsabilidade por acções e culpa os outros ou as circunstancias pelas suas falhas 

b.. Um certo sentido de importância 

c.. Baixa auto-estima 

d.. Precisa de poder e controlo 

e.. Falta de empatia 

f.. Incapacidade de formar relações íntimas com adultos 

g.. História de abusos 

h.. Infância conturbada 

i.. Atitudes e comportamentos sexuais desviantes 

fonte: Dr.Phil.com

Tradução: Sara Rafael 

Colabore! Faça circular as informações! Ajude! 

Se suspeita de que alguma criança é vítima de abusos sexuais ou maus tratos faça a sua parte: DENUNCIE! 

Linha Verde - S.O.S. Criança : 800 202 651 

Lisboa - S.O.S. Criança: 21 793 1617 

Coimbra - Criança Maltratada/ Apoio à Família e à Criança: 239 702233 

São Miguel - S.O.S. Criança: 296 283383 

Lisboa - S.O.S. Adolescente: 800 202 484 

Coimbra - S.O.S. Estudante: 800 200 204
tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 01:51

link do post | E custa, comentar aqui?
Sexta-feira, 10 de Agosto de 2012

Alerta> Sinais de Pedofilia 1

Os Pais e As Crianças

A maioria das crianças são vítimas de membros da família, parentes próximos ou pessoas que têm acesso fácil a elas.
 
Sinais de Alerta:
 
a.. Vc é vulnerável se é pai ou mãe sózinho e tem falta de tempo para estar com o seu filho/a.
b.. Vc é vulnerável se precisa muito da ajuda de estranhos.
c.. Se o seu filho/a vem de um lar desfeito ou instável, os pedófilos reconhecem isso e usam-no como forma de entrar. 
d.. Se há alguém na sua vida que tem um interesse anormal ou bom-demais-para-ser-verdade no seu filho/a, provavelmente é bom demais para serverdade.
e.. Se alguém dá presentes ao seu filho/a e tem um conhecimento anormal dos interesses mais populares das crianças - que shows mais gostam, que tipo de  música gostam - os pedófilos estão sempre bem informados sobre essas coisas. 
f.. O seu filho/a recebe emails, presentes ou encomendas de alguém que vc não conhece
g.. Se esta pessoa aparece sem qualquer criança em acontecimentos e locais de frequencia intensiva de crianças, está aí um problema.
h.. Se vc lida com uma pessoa que se oferece sempre ou se posiciona para estar sozinho com o seu filho/a, vc tem que ter cuidado.
i.. O seu filho/a gasta muito tempo online, especialmente à noite? 
j.. O seu filho/a usa uma conta online que pertence a outra pessoa?
k.. Vc encontrou pornografia no computador do seu filho/a?
l.. O seu filho/a recebe telefonemas de homens que vc não conhece ou faz chamadas para numeros que vc não identifica.
m.. Repare se o seu filho/a desliga o monitor do computador imediatamente ou muda o ecran no monitor quando vc entra no quarto. 
n.. O seu filho/a está a afastar-se da família?
Uma em cada quatro crianças na Internet é assediada por um predador de crianças.
Estes pedófilos procuram um alvo preferencial no melhor ambiente e a Internet torna-se na sua base de eleição.
Para ter a certeza de que o seu filho/a e a sua casa estão a salvo destes predadores, tenha atenção a estas dicas do Detective James Brown, oficial responsável pela Unidade das Crianças Exploradas Sexualmente da LAPD: * Nunca, nunca deixe o seu filho/a sozinho/a com um computador ligado à Internet.
Qualquer computador ligado à rede deve estar numa parte comunitária da casa. Só deve ser usado quando os pais estão em casa e vigiam as actividades do seu filho/a no computador.
 
* Pense nisto:
   . Vc deixaria um estranho ir sózinho para o quarto do seu filho/a e falar com ele/a  durante 4 horas?
   . Vc deixaria alguma vez o seu filho/a sozinho/a num parque e só voltaria para o/a buscar 4 horas depois?
 
* É um mito que uma criança num computador em casa está a salvo.
    No mínimo ela poderá ser exposta a materiais sexualmente explícitos e no pior pode ser aliciada por um pedófilo da Internet.
* Os pais devem educar-se a si mesmos no conhecimento básico do computador.
* Devem ser os pais a estabelecer todas as contas da Internet e as passwords.
 
* Certifique-se de que sabe o nome da conta do seu filho/a e a password.
 
* Vc deve também ter conhecimento se o seu filho/a tem outras contas.
 
* Bloquear certos sites no computador não funciona.
     Os filtros dos computadores não funcionam nas salas de chat e não há bloqueadores para salas de chat.
      Existe software para vigiar a actividade de uma criança, mas não a sua actividade numa sala de chat. Esteja atento/a!
 
* Os pais devem ter cuidado se uma criança de repente fecha uma janela dum browser no computador quando os pais entram no quarto, ou se a criança não quer que os pais vejam aquilo em que está a trabalhar.
* Se os pais desconfiam do que a criança está a ver, devem clickar no botão "para trás" na barra de ferramentas ou inclinar-se e ver de perto o ecran do computador.
 
* Os pais devem ter também conhecimento de imagens que chegam ao computador.
 
* Nunca, nunca dê informações pessoais na Internet.
   esta prática vale tanto para os filhos como para os pais.
   Facilita às pessoas descobrirem coisas sobre si se lhes der informações pessoais.
   Se tiver que dar informação dê apenas o seu estado civil.
   Nunca dê a sua cidade, data de nascimento, nome, ou escola que frequenta.
* As crianças nunca devem fazer upload de uma foto de si mesmas na Internet.
   Nem devem nunca enviar uma foto por email a uma nova pessoa.
   Uma vez posta na rede, assim que deixa o computador, vc perde o controlo do que possa vir a ser feito com a foto. 
   Um predador pode fazer tudo o que quiser com ela. 
* Certifique-se de que tem linhas abertas de diálogo com o seu filho/a.
    Muitas vezes as crianças comunicam com estranhosporque não existe comunicação em casa.
     Tenha discussões abertas com o seu filho/a para que ele/a se sinta confortável em falar consigo.
 
* O seu filho/a deve saber que se receber material que o/a incomode ou que seja inapropriado, que o devem entregar aos pais, para que possa ser denunciado às autoridades competentes. Ele/a deve sentir-se à vontade para fazer isso.
* Muitas vezes as crianças sentem que fizeram algo errado ou alguma coisa que não deveriam ter feito e então pensam que vão perder previlégios no computador por causa disso. É importante que ele/a saiba que pode contar aos pais sem ser castigado/a.
 
Sinais de Alerta na Criança
 
Se vc suspeita de alguma coisa, procure estes sinais:
 
1 - A criança começa a agir de forma diferente, a tirar más notas ou a passar muito tempo na Internet.
     Muitas vezes a crianças pensa que encontrou o seu novo "melhor amigo" e acredita  que essa pessoa o vai salvar dos problemas.
2- Se começarem a chegar a casa presentes, isso também deve ser uma pista de que alguma coisa está errada.
 
3- Se começar a receber em casa telefonemas de pessoas que vc não conhece, isso poder ser grave.
    Ou a criança deu ao predador o nr de telefone ou o predador o descobriu. Isto pode significar uma ameaça para a sua família, especialmente se o predador sabe onde vc mora.
 
fonte: Dr.Phil.com
Tradução: Sara Rafael
 
Colabore! Faça circular as informações! Ajude!
 
Se suspeita de que alguma criança é vítima de abusos sexuais ou maus tratos faça a sua parte: DENUNCIE!
 
Linha Verde - S.O.S. Criança : 800 202 651
Lisboa - S.O.S. Criança: 21 793 1617
Coimbra - Criança Maltratada/ Apoio à Família e à Criança: 239 702233
São Miguel - S.O.S. Criança: 296 283383
 
Lisboa - S.O.S. Adolescente: 800 202 484
Coimbra - S.O.S. Estudante: 800 200 204
tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 01:49

link do post | E custa, comentar aqui?
Domingo, 14 de Agosto de 2011

Abuso sexual infantil (pedofilia)

Abuso sexual infantil (pedofilia) Fernando Gomes da Costa

Definição A pedofilia é uma psicopatologia, uma perversão sexual com carácter compulsivo e obsessivo, na qual adultos, geralmente do sexo masculino, apresentam uma atracção sexual, exclusiva ou não, por crianças e adolescentes impúberes.
Alguns autores consideram a pedofilia uma síndrome (conjunto de sinais e sintomas) que ocorre em diversas psicopatologias.
Como se processa
O pedófilo é um indivíduo aparentemente normal, inserido na sociedade.
Costuma ser "uma pessoa acima de qualquer suspeita" aos olhos da sociedade, o que facilita a sua actuação.
Geralmente age sem violência, actuado de forma sedutora, conquistando a confiança da criança, seduzindo-a muitas vezes com ofertas de objectos ou dinheiro, e ameaçando-a veladamente a fim de garantir o seu silêncio.
Mas há casos em que se pode tornar violento e até matar suas vítimas.
 
O abuso, que se define como toda a situação em que um adulto se utiliza de uma criança ou adolescente para seu prazer sexual, podendo haver ou não contacto físico, pode durar anos, só cessando quando a criança, já uma adulta, se liberta daquela relação patológica.
O abuso sexual intrafamiliar é a forma mais comum de actividade do pedófilo.
Quem pratica o abuso sexual é geralmente uma pessoa que a criança conhece e confia e frequentemente ama, ou seja, o pai, o padrasto, o avô ou o tio, ou ainda outras pessoas que gozam da intimidade da família.
 
Frequentemente o pedófilo foi também uma vítima de abuso sexual na infância.
Os pais, mais frequentemente a mãe, frequentemente sabem, ou pressentem o que ocorre, mas não fazem nada por medo ou por não acreditar que aquilo possa ocorrer.
 
A criança frequentemente tenta falar com a mãe, mas ela não acredita.
 
É comum buscar tratamento psicológico para a criança, que em razão do que ocorre, apresenta distúrbios do comportamento como: manifestações de erotização precoce, introversão, depressão, ansiedade, mau aproveitamento escolar.
 
É comum um adulto abusado sexualmente na infância, lamentar-se porque a sua mãe não o escutou.
A criança vítima sofre profundamente com medo, culpa e remorso.
Mas quem pratica o abuso é uma pessoa que ela ama. Não pode entender o que está acontecendo.
De difícil diagnóstico, não deixa marcas físicas, na maioria das vezes, mas marca a criança para toda a vida com repercussões na vida adulta em relação à socialização e à sexualidade.
Para combater o abuso sexual intrafamiliar é necessário:
 
antes de tudo aceitar que ele é frequente e pode ocorrer em todas as famílias.
 
É necessário que a criança aprenda a conhecer o seu próprio corpo desde pequena.
 
E antes de tudo é preciso que os pais acreditem nos seus filhos, mesmo que lhes pareça absurdo o que estão contando.
Dificilmente o abuso sexual é descoberto por pessoas alheias à família.
É um acto protegido por um verdadeiro muro de silêncio, que resguarda a família, mas impede a protecção da criança.
 
Descoberta a situação é importante lembrar que o pedófilo é um doente que deve ser tratado, além de afastado da sociedade.
Exploração sexual
Por outro lado, o abuso sexual intrafamiliar, especialmente nas classes sociais menos favorecidas, é uma porta de entrada para a prostituição de crianças e adolescentes.
 
A exploração sexual comercial de crianças e adolescentes, é outro tipo de abuso sexual. Aqui, três personagens participam:
além da criança ou adolescente e do abusador, pedófilo, o intermediário, o aliciador, o criminoso que lucra com a venda do sexo de crianças e adolescentes.
Uma forma moderna da exploração sexual de crianças e adolescentes é a pornografia divulgada através da Internet. O uso desse democrático e eficiente meio de comunicação pelos pedófilos é uma realidade.
Fotos de crianças nuas, praticando sexo com outras crianças, com adultos e até com animais são divulgadas pela rede.
Hoje a Internet se transformou no paraíso dos pedófilos. Através dela se comunicam, desenvolvem sua capacidade criativa, aliciam e favorecem a cultura da utilização sexual de crianças e adolescentes.
A satisfação sexual do pedófilo graças à rede é solitária e, a princípio, obviamente limitada. Contudo, pelo carácter compulsivo e obsessivo de sua patologia, ele necessitará de procurar crianças para realizar seus desejos.  
 
Os adolescentes e mesmo crianças são frequentemente aliciados, através de "chats" virtuais, românticos e sedutores, para o abuso sexual e a prostituição.
A participação dos próprios usuários da rede tem sido fundamental para levar à detenção desses criminosos.
 
A produção e divulgação de fotos pornográficas de crianças e adolescentes, é crime previsto em lei, apesar das nuances legais, que ainda não tipificam a Internet como meio de comunicação.
Perfil do abusador
O abusador é uma pessoa comum, que mantém preservadas as demais áreas de sua personalidade, ou seja, é alguém que pode ter uma profissão destacada, pode ter uma família e até ser repressor e moralista, pode ter bom acervo intelectual, enfim, aos olhos sociais e familiares pode ser considerado um indivíduo normal ou até exemplar.
 
É no entanto perverso, e faz parte da sua perversão enganar a todos sobre sua parte doente.
Para ele, enganar é tão excitante quanto a própria prática do abuso.
 
Pode esconder-se vestindo uma pele de cordeiro, ou uma pele de autoritário, ou uma pele de moralista, mas isto não passa de um artifício a serviço da sua perversão. Esse é o ponto central da sua perversão.
 
Ele necessita da fantasia de poder sobre sua vítima, usa das sensações despertadas no corpo da criança ou adolescente para subjugá-la, incentivando a decorrente culpa que surge na vítima.
O abusador pode ser agressivo, mas na maioria das vezes, ele usa da violência silenciosa da ameaça verbal ou apenas velada, e  vai sempre negar o abuso se for denunciado ou descoberto.
O pedófilo procura, frequentemente, a situação de exercer a função de substituto paternal para ter a condição de praticar sua perversão.
 
Seu distúrbio mental é compulsivo: vai repetir e repetir seu comportamento abusivo, como o mais forte dos vícios.
 
Nenhuma promessa de mudança de seu comportamento pode ser cumprida por ele, pois ele é dependente do abuso.
 
Embora a pedofilia seja uma patologia, o pedófilo tem consciência do que faz, sendo a prática do abuso sexual fonte de prazer e não de sofrimento, devendo portanto  ser responsabilizado criminalmente, sem atenuantes.
O maior dano que ele causa é à mente da criança, que é invadida por concretização das fantasias sexuais próprias da infância e que deveriam permanecer em seu imaginário.
 
Essa concretização precoce destas fantasias pode explicar a evolução de abusado para abusador, uma vez que a criança pode ficar aprisionada nesta prática infantil do sexo e nas suas numerosas implicações psicológicas doentias,  apenas mudando de lado quando se torna adulto, permanecendo assim na cena sexual infantil traumática.
Quais os sinais que nos devem alertar?
Há alguns sinais, comportamentos ou atitudes que a criança abusada tende a manifestar.
 
Alguns dos principais são enunciados abaixo, mas importa salientar que todos eles são sinais que apenas indiciam e não devem ser tomados como uma prova conclusiva.
 
No caso de haver esse tipo de suspeita, deve haver extrema cautela nas conclusões que se possam tirar e sobretudo deve haver muita calma e ponderação, e procurar acima de tudo transmitir à criança segurança e a ideia de que ela pode abrir-se e contar o que se passou sem receios de castigos ou retaliações.
 
É igualmente importante ter a noção de que a criança se pode sentir culpabilizada ou envergonhada do que aconteceu e por isso tender a ficar silenciosa ou a não contar tudo.
 
Por outro lado, essa noção de culpa e vergonha pode levá-la a fantasiar a relação de que foi vítima, misturando factos reais com falsos.
Nestas circunstâncias, é sempre melhor, antes de tomar qualquer atitude, procurar recorrer a um especialista ou serviço de apoio e deixar que sejam os técnicos a orientar o processo que tem geralmente duas vertentes:
a protecção e recuperação da criança em relação ao traumatismo psicológico, e por vezes físico, que sofreu, e a colocação do pedófilo sob a alçada da Lei, e eventualmente do tratamento médico e psicológico.
Há efectivamente alguns sinais que podem ou devem alertar para algo de errado se passa com uma criança, e que isso pode ter a ver com abuso sexual.
 
Esses sinais podem-se agrupar em dois tipos:
psicológicos ou comportamentais, e físicos:
São sinais comportamentais
a depressão
ou dificuldades em dormir (pesadelos frequentes),
manifestação de incómodo em ser tocada,
anormal e persistente interesse em assuntos de índole sexual,
alterações súbitas do comportamento como agressividade,
recusa de carinhos,
auto-depreciação do seu corpo (acham que está sujo, ou que tem anomalias sobretudo a nível dos órgão sexuais), 
desenhos e textos sobre fantasias de abuso sexual,
medo de sair sozinha ou de ir à escola, brincar com outras crianças ou com objectos simulando actos sexuais,
usar vocabulário ou conceitos de índole sexual inapropriados para a idade,
evitamento de uma determinada pessoa que pode até ser um familiar muito próximo.
São sinais físicos
as lesões (feridas, irritações, ou hemorragias) nas zonas genitais ou orais, aparecimento de hematomas no corpo não explicáveis e sem história de traumatismo conhecido, bem como o aparecimento de infecções sexualmente transmissíveis.
-----------------------------------------------------------------------------
fonte: http://www.violencia.online.pt/scripts/cv.dll?sec=crianca&pass=abuso_sexual 
tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 01:25

link do post | E custa, comentar aqui?
Segunda-feira, 2 de Agosto de 2010

"PEDRALHÃES"

Em miúdo eu tive uma PEDRALHÃES  com monitor de 12 polegadas !...
E sei a tabuada, fazer contas de cabeça e escrevo sem erros!!!!!
..."Ganda" máquina aquela !!..

E tu? Com a tua calculadora ou o teu computador portátil (Magalhães), sabes fazer contas de cabeça e tens boas notas a português?

SINAIS DOS TEMPOS!!!!!!!

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 19:41

link do post | E custa, comentar aqui?

.tags = temas deste blog - Clique em cima

. 00-avisos

. 000-direitos das crianças

. 01-dá que pensar

. 02-haja o que houver

. 03-histórias de crianças

. 04-infância-considerações

. 05-mundo das crianças

. 06-crianças e avós

. 07-as crianças e os pais

. 08-sinais

. 09-divertidos de crianças

. 09-piadas bd

. 10-diversos

. 10-escola triste

. 11-poemas-laura

. 12-natal das crianças

. 13-videos especiais

. todas as tags

.links