.mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. Uma senha pode fazer a di...

. Ciclo da vida - (errei de...

. Haja o que houver... será...

. Um estranho na minha casa

. Dá que pensar!

. Natal de crianças

. Era uma vez uma ursinha

. Libertação!

. sinais dos tempos

. letreiro - Atenção

. SABEDORIA INFANTIL

. ...

. Tão lindo que nem tem leg...

. Comportamentos estatais

. UBUNTU

.arquivos

.favorito

. 10 blogs para conhecer no...

. Sua presença basta

. Poema - Mais vale guardar...

.subscrever feeds

.Selos

CANCRO - Encontrem a cura,

antes que me cresçam

as maminhas!

.PENSAMENTO:

"A criança que já fui chora na estrada. Deixei-a ali quando vim ser quem sou.
Mas hoje, vendo que o que sou é nada, quero ir buscar quem fui onde ficou."
(Fernando Pessoa)

Terça-feira, 3 de Fevereiro de 2015

Uma senha pode fazer a diferença...

criancas-senha.jpg

 

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 22:55

link do post | E custa, comentar aqui?
Sexta-feira, 27 de Junho de 2014

Ciclo da vida - (errei de lugar)

Minha neta ontem consolou-me:

- Vó, quanto bebês nascem aí em frente, na Maternidade?

- Perguntei ao presidente e ele disse que são 700 por mês.

- Setecentas é bastante?

Expliquei a ela quanto era, mais ou menos.

- Então, vó, eu também nasci ali. Já fui bebezinho, agora sou criança, um dia vou ser adulta, depois ficar velha e morrer. E isso vai acontecer com todos os 700 bebezinhos.

E enquanto isso vão nascendo mais crianças e morrendo mais velhos ... é o ciclo da vida.

- Credo, Bia! quem lhe disse essa coisa de ciclo da vida?

- Ora, vó! As fotografias, os cachorros, os gatos, as plantas, até árvore grande e velha, que cai com a ventania.

- Tá, mas quem lhe ensinou que isso se chama ciclo da vida?

- Você, vó.

- Eu?

- Foi! Faz tempo, foi quando lhe perguntei cadê seu pai, sua mãe, seu avô, sua avó, seus tios.

- Nossa! Foi quando eu lhe disse que eles viraram estrelinhas e foram morar perto da Lua?

- Eh, mas agora já aprendi, na escola, que as estrelas são muito grandes e muito quentes. Então você falou tudo certo, mas errou de lugar.

Achei melhor mudar de assunto, porque em outros casos ela sabe ser tremendamente infantil.

--------------------

27/06/2014

Ana Suzuki

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 23:31

link do post | E custa, comentar aqui? | ver comentários (2)
Quinta-feira, 13 de Fevereiro de 2014

Haja o que houver... será sempre assim!

 

Os animais serão sempre os nossos melhores amigos.

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 23:15

link do post | E custa, comentar aqui?
Sexta-feira, 17 de Janeiro de 2014

Um estranho na minha casa

Alguns anos depois que nasci, meu pai conheceu um estranho, recém-chegado à nossa pequena cidade. Desde o princípio, meu pai ficou fascinado com este encantador personagem, e em seguida o convidou a viver com nossa família. O estranho aceitou e desde então tem estado connosco. 

Enquanto eu crescia, nunca perguntei sobre o seu lugar na minha família; na minha mente jovem já tinha um lugar muito especial. 

Meus pais eram instrutores complementares: minha mãe me ensinou o que era bom e o que era mau e meu pai me ensinou a obedecer. Mas o estranho era nosso narrador.  Mantinha-nos enfeitiçados por horas com aventuras, mistérios e comédias. Ele sempre tinha respostas para qualquer coisa que quiséssemos saber de política, história ou ciência. Conhecia tudo do passado, do presente e até podia predizer o futuro! Levou minha família ao primeiro jogo de futebol. Fazia-me rir, e fazia-me chorar. 

O estranho nunca parava de falar, mas o meu pai não se importava.

Às vezes, minha mãe se levantava cedo e calada, enquanto o resto de nós ficava escutando o que tinha que dizer, mas só ela ia à cozinha para ter paz e tranquilidade. (Agora me pergunto se ela teria rezado alguma vez, para que o estranho fosse embora).
Meu pai dirigia nosso lar com certas convicções morais, mas o estranho nunca se sentia obrigado a honrá-las. As blasfémias  os palavrões, por exemplo, não eram permitidos em nossa casa… Nem por parte nossa, nem de nossos amigos ou de qualquer um que nos visitasse.
Entretanto, nosso visitante de longo prazo, usava sem problemas sua linguagem inapropriada que às vezes queimava meus ouvidos e que fazia meu pai se retorcer e minha mãe se ruborizar.
Meu pai nunca nos deu permissão para tomar álcool. Mas o estranho nos animou a tentá-lo e a fazê-lo regularmente.
Fez com que o cigarro parecesse fresco e inofensivo, e que os charutos e os cachimbos fossem distinguidos.
Falava livremente (talvez demasiado) sobre sexo. Seus comentários eram às vezes evidentes, outras sugestivos, e geralmente vergonhosos.
Agora sei que meus conceitos sobre relações foram influenciados fortemente durante minha adolescência pelo estranho.
Repetidas vezes o criticaram, mas ele nunca fez caso dos valores de meus pais, mesmo assim, permaneceu em nosso lar.
 
Passaram-se mais de cinquenta anos desde que o estranho veio para nossa família. Desde então mudou muito; já não é tão fascinante como era ao princípio.
Não obstante, se hoje você pudesse entrar na guarida de meus pais, ainda o encontraria sentado em seu canto, esperando que alguém quisesse escutar suas conversas ou dedicar seu tempo livre a fazer-lhe companhia...
Seu nome?
Nós chamamos-lhe TELEVISOR...
PS:
Pede-se que este artigo seja lido em cada lar, pois agora ele tem uma esposa que se chama Computador e um filho que se chama Telemóvel(celular)
Uma boa forma de  nos manter ainda mais IGNORANTES e distraídos da REALIDADE.
tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 21:54

link do post | E custa, comentar aqui? | ver comentários (1)
Segunda-feira, 13 de Janeiro de 2014

Dá que pensar!

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 23:10

link do post | E custa, comentar aqui?
Sexta-feira, 13 de Dezembro de 2013

Natal de crianças

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 22:56

link do post | E custa, comentar aqui?
Domingo, 10 de Novembro de 2013

Era uma vez uma ursinha

Era uma vez uma ursinha,

com um vestido de estrelas,
que caminhava sozinha,
e procurava por elas.
 
De tanto, tanto que andou,
cansou-se; e pôs-se a chorar.
Até que um anjo passou,
e resolveu perguntar:
 
- Ó ursinha, o que tens tu
para chorar assim tanto,
que o teu lencinho já pinga;
tão molhado está de pranto? 
 
Entre duas fungadelas,
a ursinha respondeu:
- É que eu não acho as estrelas.
Estarão todas no céu?
 
- As estrelas que tu queres,
são cada um que morreu.
- responde o anjo. Preferes
também tu ir para o céu? 
 
A ursinha, pensativa,
olha o anjo e contrapõe:
- Estou um bocado à deriva...
Tanto, também não se impõe!  
 
Olhando para o vestido
e reparando, enfim, nelas,
diz a ursinha atrevida:
- Achei as minhas estrelas!!!!
------------------------------------
30/11/2003
Laura B. Martins
Soc. Port. Autores n.º 20958
tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 23:26

link do post | E custa, comentar aqui?
Domingo, 13 de Outubro de 2013

Libertação!

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 21:53

link do post | E custa, comentar aqui?
Terça-feira, 17 de Setembro de 2013

sinais dos tempos

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 23:13

link do post | E custa, comentar aqui?
Sexta-feira, 13 de Setembro de 2013

letreiro - Atenção

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 22:08

link do post | E custa, comentar aqui?
Quarta-feira, 14 de Agosto de 2013

SABEDORIA INFANTIL

O famoso Comentador da TV, Marcelo Rebelo de Sousa, estava a bordo de um avião, indo de Lisboa para o Porto.
A seu lado, sentou-se um garoto de uns 10 anos, de óculos, com ar sério e compenetrado.

 

Assim que o avião descolou, o garoto abriu um livro, mas Marcelo Rebelo de Sousa puxou conversa:
"Ouvi dizer que o voo fica mais curto se a gente conversar com o passageiro do lado. Gostarias de conversar comigo?"
O garoto fechou calmamente o livro e respondeu:
"Talvez seja interessante. Que tema o Sr. gostaria de discutir?"
"Ah, que tal política? Achas que devemos reeleger Pedro Santana Lopes ou dar uma chance ao José Sócrates?"
O garoto suspirou e replicou:
"Pode ser um bom tema, mas antes preciso lhe fazer uma pergunta".
"Então manda!", encorajou Marcelo Rebelo de Sousa.
"Cavalos, vacas e cabritos comem a mesma coisa, capim, relva, ervas, concorda?"
"Sim", disse Marcelo Rebelo de Sousa.
"No entanto, cabritos excretam bolinhas, vacas largam placas de esterco e os cavalos grandes bostas... Qual a razão para isto?
" Marcelo Rebelo de Sousa pensou por alguns instantes, mas confessou que não sabia a resposta.
O garoto concluiu:
"Então como é que o senhor se sente qualificado para discutir quem deve governar Portugal, se não entende de 'merda' nenhuma?"

======================

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 01:17

link do post | E custa, comentar aqui?
Quarta-feira, 17 de Julho de 2013

...

Todas as noites, antes de ir me deitar, dou sempre uma olhada em meus filhos. Debruço-me sobre suas camas e observo como têm crescido.
Frequentemente, oro por eles.
Na maioria das vezes, peço para que suas vidas sejam fáceis: "Meu Deus, livre meus filhos de todas as dificuldades e agressões desse mundo"...

Tenho pensado, entretanto, que é hora de alterar minhas orações. Essa mudança tem a ver com o fato de que é inevitável que os ventos gelados e fortes nos atinjam e aos nossos filhos. Sei que eles encontrarão inúmeros problemas e que, portanto, minhas orações para que as dificuldades não ocorram, têm sido ingênuas demais. Sempre haverá uma tempestade, ocorrendo em algum lugar.

Portanto, pretendo mudar minhas orações. Farei isso porque, quer nós queiramos ou não, a vida não é fácil. Ao contrário do que tenho feito, passarei a orar para que meus filhos cresçam com raízes profundas, de tal forma que possam retirar energia das melhores fontes, das mais divinas, que se encontram nos locais mais remotos.

Oramos demais para termos facilidades, mas na verdade o que precisamos fazer é pedir para desenvolver raízes fortes e profundas, de tal modo que, quando as tempestades chegarem e os ventos gelados soprarem, resistiremos bravamente, em vez de sermos subjugados e varridos para longe.

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 22:17

link do post | E custa, comentar aqui?
Segunda-feira, 13 de Maio de 2013

Tão lindo que nem tem legendas

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 22:27

link do post | E custa, comentar aqui?
Sábado, 13 de Abril de 2013

Comportamentos estatais

Comportamentos - Holanda - Hábitos de poupança

Nada que interesse a Portugal, país de novos ricos…

 

A propósito do desafio sobre os novos hábitos de poupança na abertura do ano lectivo, resolvi partilhar a minha experiência uma vez que vivo no norte da Holanda, onde tudo se passa de modo completamente diferente.

 

Em primeiro lugar, os livros são gratuitos. São entregues a cada aluno no início do ano lectivo, com um autocolante que atesta o estado do livro. Pode ser novo ou já ter sido anteriormente usado por outros alunos. No final do ano, os livros são devolvidos à escola e de novo avaliados quanto ao seu estado. Se por qualquer razão foram entregues em bom estado e devolvidos já muito mal tratados, o aluno poderá ter de pagá-los, no todo ou em parte.

 

Todos os anos, os cadernos que não foram terminados voltam a ser usados até ao fim. O contrário é, inclusivamente, muito mal visto. Os alunos são estimulados a reusar os materiais. Nas disciplinas tecnológicas e de artes, são fornecidos livros para desenho, de capa dura, que deverão ser usados ao longo de todo o ciclo (cinco anos).

 

Obviamente que as lojas estão, a partir de  Julho/Agosto, inundadas de artigos apelativos mas nas escolas a política é a de poupar e aproveitar ao máximo. Se por qualquer razão é necessário algum material mais caro (calculadora, compasso, por exemplo), há um sistema (dinamizado por pais e professores, ou alunos mais velhos) que permite o empréstimo ou a doação, consoante a natureza do produto.

 

Ao longo do ano, os alunos têm de ler obrigatoriamente vários livros. Nenhum é comprado porque a escola empresta ou simplesmente são requisitados numa das bibliotecas da cidade, todas ligadas em rede para facilitar as devoluções, por exemplo.

Aliás, todas as crianças vão à biblioteca, é um hábito muito valorizado.

 

A minha filha mais nova começou as suas aulas de ballet. Não nos pediram nada, nenhum fato nem sapatos especiais. Mas como é universalmente sabido, as meninas gostam do ballet porque é cor-de-rosa e porque as roupas também contam. Então, as mães vão passando os fatos e a minha filha recebeu hoje, naturalmente, o seu maillot cor-de-rosa com tutu, e uns sapatinhos, tudo já usado. Quando já não servir, é devolvido.

E não estamos a falar de famílias carenciadas, pelo contrário. É assim há muito tempo.

 

O meu filho mais velho começará a ter, na próxima semana, aulas de guitarra. Se a coisa for levada mesmo a sério, poderemos alugar uma guitarra ou facilmente comprar uma em segunda mão.

 

Este sistema faz toda a diferença porque, desde que vivo na Holanda, terminou o pesadelo do início do ano. Tudo se passa com maior tranquilidade, não há a febre do "regresso às aulas do Continente" e os miúdos e os pais são muito menos pressionados.

De facto, noto que há uma grande diferença se compararmos o nosso país e a Holanda (ou com outros países do Norte da Europa, onde tudo funciona de forma idêntica).

Usar ou comprar o que quer que seja em segunda mão é uma atitude socialmente louvável, pelo que existem mil e uma opções.

Não só se aprende desde cedo a poupar e a reutilizar, como a focar as atenções, sobretudo as dos mais pequenos, nas coisas realmente importantes.

----------------------------------------------------------

Helena Rico, 42 anos, Groningen, Holanda

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 23:22

link do post | E custa, comentar aqui?
Segunda-feira, 18 de Fevereiro de 2013

UBUNTU

 

16/06/2011

 

A jornalista e filósofa Lia Diskin, no Festival Mundial da Paz, em Floripa (2006), nos presenteou com um caso de uma tribo na África chamada Ubuntu.

Ela  contou que um antropólogo estava estudando os usos e costumes da tribo e, quando  terminou seu trabalho, teve que esperar pelo transporte que o levaria até o aeroporto de volta pra casa.

Sobrava muito tempo, mas ele não queria catequizar os membros da tribo; então, propôs uma brincadeira para as crianças, que achou ser inofensiva. Comprou uma porção de doces e guloseimas na cidade, botou tudo num cesto bem bonito com laço de fita e tudo e colocou debaixo de uma árvore. Aí ele chamou as crianças e combinou que quando ele dissesse "já!", elas deveriam sair correndo até o cesto, e a que chegasse primeiro ganharia todos os doces que estavam lá dentro.

As crianças se posicionaram na linha demarcatória que ele desenhou no chão e esperaram pelo sinal combinado.

Quando ele disse "Já!", instantaneamente todas  as crianças se deram as mãos e saíram correndo em direção à árvore com o cesto. Chegando lá, começaram a distribuir os doces entre si e a comerem felizes.

O antropólogo foi ao encontro delas e perguntou porque elas tinham ido todas juntas se uma só poderia ficar com tudo que havia no cesto e, assim, ganhar muito mais doces.

Elas simplesmente responderam: "Ubuntu, tio. Como uma de nós  poderia ficar feliz se todas as outras estivessem tristes?"

Ele ficou desconcertado!

Meses e meses trabalhando nisso, estudando a tribo, e ainda  não havia compreendido, de verdade, a essência daquele povo. Ou jamais teria proposto uma competição, certo?

Ubuntu significa: "Sou quem sou, porque somos todos nós!" Atente para o detalhe: porque SOMOS, não pelo que temos...

UBUNTU PARA VOCÊ!

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 00:33

link do post | E custa, comentar aqui?
Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2012

Para o Natal 2012 (espalhe essa idéia!!!)

 

Que tal fazer algo diferente, este ano, no Natal?

Sim ... Natal ... daqui a pouco ele chega.

Que tal ir a uma Agência dos Correios e pegar uma das 17 milhões de cartinhas de crianças pobres, e ser o Pai ou Mãe Natal delas?

Há a informação de que tem pedidos inacreditáveis.
Tem criança pedindo um bolo-rei, um casaco para a avó...
É uma idéia. É só pegar a carta e entregar o presente numa Agência do Correio até dia 20 de Dezembro.
O próprio correio se encarrega de fazer a entrega.
DIVULGUE PARA OS SEUS AMIGOS 
Na vida, a gente passa por 3 fases:
- a primeira, quando acreditamos no Pai Natal.
- a segunda, quando deixamos de acreditar.
- e a terceira, quando nos tornamos Pai Natal!!!
tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 22:42

link do post | E custa, comentar aqui?
Quarta-feira, 14 de Novembro de 2012

Beatriz - poema

(6 meses)
(neta da minha amiga Ana Suzuki)
----------------------------


Ela se veste de lã e de renda.
Ela nos olha até dentro de nós.
Ela é um amor e não há melhor prenda
que uns belos olhos dando ao rosto voz.

Menina linda, é bebé de encantar,
amada por todos. E os seus avós
mandam tantas fotos pra nos alegrar

que o nosso amor corre, p'la Net, veloz.

Que Deus te proteja dos males da Terra.
Que Deus te defenda dos males do Mundo.
Vai, doce criança, faz a tua guerra,

mostra-nos a todos, segundo a segundo,
que a proveniência genética erra
no sangue; provém de quem se é oriundo.
------------------------------------
10/05/2007
Laura B. Martins
Soc. Port. Autores nº 20958

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 01:07

link do post | E custa, comentar aqui?
Domingo, 14 de Outubro de 2012

Aprendi:

Tudo o que hoje preciso realmente saber, sobre como viver, o que fazer e como ser, eu aprendi no jardim de infância.
A sabedoria não se encontrava no topo de um curso de pós-graduação, mas no montinho de areia da escola de todo o dia.

Estas são as coisas que aprendi lá:

Compartilhe tudo.
Jogue dentro das regras.
Não bata nos outros.
Coloque as coisas de volta onde pegou.
Arrume a sua bagunça.
Não pegue as coisas dos outros.
Peça desculpas quando machucar alguém.
Lave as mãos antes de comer.
Dê descarga.
Biscoitos quentinhos e leite frio fazem bem para você.
Respeite o outro.
Leve uma vida equilibrada, aprenda um pouco, pense um pouco... e desenhe... e pinte...
e cante... e dance... e brinque... e trabalhe um pouco todos os dias.
Tire uma soneca às tardes.
Quando sair, cuidado com os carros.
Dê a mão e fique junto.
Repare nas maravilhas da vida.
Lembre-se da sementinha no copinho plástico... as raízes descem, a planta sobe e ninguém sabe realmente como ou porque, mas todos somos assim.
O peixinho dourado, o hamster, o camundongo branco e até mesmo a sementinha no copinho plástico, todos morrem... Nós também.
A Regra de Ouro é o amor e a higiene básica.
Ecologia... e política... e igualdade... e respeito... e vida sadia.
Temos que fazer a nossa parte.

Pense como o mundo seria melhor se todos nós, no mundo todo, tivéssemos biscoitos com leite todos os dias por volta das três da tarde, e pudéssemos nos deitar com um cobertorzinho para uma soneca.

Ou se todos os governos tivessem como regra básica devolver todas as coisas ao lugar em que elas se encontraram e arrumassem a bagunça ao sair.

E esta é sempre uma verdade, não importa a idade.
Ao sair para o mundo é sempre melhor darmos as mãos e ficarmos juntos.

---------------------------------------

20/04/2005
Texto recebido via Internet, s/autoria

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 00:19

link do post | E custa, comentar aqui?
Segunda-feira, 17 de Setembro de 2012

mania da Internet

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 23:06

link do post | E custa, comentar aqui?
Quinta-feira, 13 de Setembro de 2012

Salva pelo Funk

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 21:58

link do post | E custa, comentar aqui?
Terça-feira, 14 de Agosto de 2012

Alerta> Sinais de Pedofilia 2

O Pedófilo 

Ele apresenta-se como um tipo com bom coração que só quer ajudar 

Características dos Predadores Sexuais: 

O predador sexual típico é muito imaturo na sua compreensão de intimidade. É como se quisesse intimidade, mas falta-lhe capacidade para o satisfazer e não confia.

Estes sentimentos de frustração descambam em raiva muitas vezes e é neste ponto que o individuo se torna perigoso. Ele está desesperado.

Tenta encontrar intimidade e carinho, mas quando não o conhece da forma apropriada exige-o a uma criança com pouca resistência.

É normal encontrar nos pais do predador também falta de afecto. E o ciclo continua. 

Há algumas características comuns aos predadores sexuais. 

Sinais do Predador: 

a.. Recusa tomar responsabilidade por acções e culpa os outros ou as circunstancias pelas suas falhas 

b.. Um certo sentido de importância 

c.. Baixa auto-estima 

d.. Precisa de poder e controlo 

e.. Falta de empatia 

f.. Incapacidade de formar relações íntimas com adultos 

g.. História de abusos 

h.. Infância conturbada 

i.. Atitudes e comportamentos sexuais desviantes 

fonte: Dr.Phil.com

Tradução: Sara Rafael 

Colabore! Faça circular as informações! Ajude! 

Se suspeita de que alguma criança é vítima de abusos sexuais ou maus tratos faça a sua parte: DENUNCIE! 

Linha Verde - S.O.S. Criança : 800 202 651 

Lisboa - S.O.S. Criança: 21 793 1617 

Coimbra - Criança Maltratada/ Apoio à Família e à Criança: 239 702233 

São Miguel - S.O.S. Criança: 296 283383 

Lisboa - S.O.S. Adolescente: 800 202 484 

Coimbra - S.O.S. Estudante: 800 200 204
tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 01:51

link do post | E custa, comentar aqui?
Sexta-feira, 10 de Agosto de 2012

Alerta> Sinais de Pedofilia 1

Os Pais e As Crianças

A maioria das crianças são vítimas de membros da família, parentes próximos ou pessoas que têm acesso fácil a elas.
 
Sinais de Alerta:
 
a.. Vc é vulnerável se é pai ou mãe sózinho e tem falta de tempo para estar com o seu filho/a.
b.. Vc é vulnerável se precisa muito da ajuda de estranhos.
c.. Se o seu filho/a vem de um lar desfeito ou instável, os pedófilos reconhecem isso e usam-no como forma de entrar. 
d.. Se há alguém na sua vida que tem um interesse anormal ou bom-demais-para-ser-verdade no seu filho/a, provavelmente é bom demais para serverdade.
e.. Se alguém dá presentes ao seu filho/a e tem um conhecimento anormal dos interesses mais populares das crianças - que shows mais gostam, que tipo de  música gostam - os pedófilos estão sempre bem informados sobre essas coisas. 
f.. O seu filho/a recebe emails, presentes ou encomendas de alguém que vc não conhece
g.. Se esta pessoa aparece sem qualquer criança em acontecimentos e locais de frequencia intensiva de crianças, está aí um problema.
h.. Se vc lida com uma pessoa que se oferece sempre ou se posiciona para estar sozinho com o seu filho/a, vc tem que ter cuidado.
i.. O seu filho/a gasta muito tempo online, especialmente à noite? 
j.. O seu filho/a usa uma conta online que pertence a outra pessoa?
k.. Vc encontrou pornografia no computador do seu filho/a?
l.. O seu filho/a recebe telefonemas de homens que vc não conhece ou faz chamadas para numeros que vc não identifica.
m.. Repare se o seu filho/a desliga o monitor do computador imediatamente ou muda o ecran no monitor quando vc entra no quarto. 
n.. O seu filho/a está a afastar-se da família?
Uma em cada quatro crianças na Internet é assediada por um predador de crianças.
Estes pedófilos procuram um alvo preferencial no melhor ambiente e a Internet torna-se na sua base de eleição.
Para ter a certeza de que o seu filho/a e a sua casa estão a salvo destes predadores, tenha atenção a estas dicas do Detective James Brown, oficial responsável pela Unidade das Crianças Exploradas Sexualmente da LAPD: * Nunca, nunca deixe o seu filho/a sozinho/a com um computador ligado à Internet.
Qualquer computador ligado à rede deve estar numa parte comunitária da casa. Só deve ser usado quando os pais estão em casa e vigiam as actividades do seu filho/a no computador.
 
* Pense nisto:
   . Vc deixaria um estranho ir sózinho para o quarto do seu filho/a e falar com ele/a  durante 4 horas?
   . Vc deixaria alguma vez o seu filho/a sozinho/a num parque e só voltaria para o/a buscar 4 horas depois?
 
* É um mito que uma criança num computador em casa está a salvo.
    No mínimo ela poderá ser exposta a materiais sexualmente explícitos e no pior pode ser aliciada por um pedófilo da Internet.
* Os pais devem educar-se a si mesmos no conhecimento básico do computador.
* Devem ser os pais a estabelecer todas as contas da Internet e as passwords.
 
* Certifique-se de que sabe o nome da conta do seu filho/a e a password.
 
* Vc deve também ter conhecimento se o seu filho/a tem outras contas.
 
* Bloquear certos sites no computador não funciona.
     Os filtros dos computadores não funcionam nas salas de chat e não há bloqueadores para salas de chat.
      Existe software para vigiar a actividade de uma criança, mas não a sua actividade numa sala de chat. Esteja atento/a!
 
* Os pais devem ter cuidado se uma criança de repente fecha uma janela dum browser no computador quando os pais entram no quarto, ou se a criança não quer que os pais vejam aquilo em que está a trabalhar.
* Se os pais desconfiam do que a criança está a ver, devem clickar no botão "para trás" na barra de ferramentas ou inclinar-se e ver de perto o ecran do computador.
 
* Os pais devem ter também conhecimento de imagens que chegam ao computador.
 
* Nunca, nunca dê informações pessoais na Internet.
   esta prática vale tanto para os filhos como para os pais.
   Facilita às pessoas descobrirem coisas sobre si se lhes der informações pessoais.
   Se tiver que dar informação dê apenas o seu estado civil.
   Nunca dê a sua cidade, data de nascimento, nome, ou escola que frequenta.
* As crianças nunca devem fazer upload de uma foto de si mesmas na Internet.
   Nem devem nunca enviar uma foto por email a uma nova pessoa.
   Uma vez posta na rede, assim que deixa o computador, vc perde o controlo do que possa vir a ser feito com a foto. 
   Um predador pode fazer tudo o que quiser com ela. 
* Certifique-se de que tem linhas abertas de diálogo com o seu filho/a.
    Muitas vezes as crianças comunicam com estranhosporque não existe comunicação em casa.
     Tenha discussões abertas com o seu filho/a para que ele/a se sinta confortável em falar consigo.
 
* O seu filho/a deve saber que se receber material que o/a incomode ou que seja inapropriado, que o devem entregar aos pais, para que possa ser denunciado às autoridades competentes. Ele/a deve sentir-se à vontade para fazer isso.
* Muitas vezes as crianças sentem que fizeram algo errado ou alguma coisa que não deveriam ter feito e então pensam que vão perder previlégios no computador por causa disso. É importante que ele/a saiba que pode contar aos pais sem ser castigado/a.
 
Sinais de Alerta na Criança
 
Se vc suspeita de alguma coisa, procure estes sinais:
 
1 - A criança começa a agir de forma diferente, a tirar más notas ou a passar muito tempo na Internet.
     Muitas vezes a crianças pensa que encontrou o seu novo "melhor amigo" e acredita  que essa pessoa o vai salvar dos problemas.
2- Se começarem a chegar a casa presentes, isso também deve ser uma pista de que alguma coisa está errada.
 
3- Se começar a receber em casa telefonemas de pessoas que vc não conhece, isso poder ser grave.
    Ou a criança deu ao predador o nr de telefone ou o predador o descobriu. Isto pode significar uma ameaça para a sua família, especialmente se o predador sabe onde vc mora.
 
fonte: Dr.Phil.com
Tradução: Sara Rafael
 
Colabore! Faça circular as informações! Ajude!
 
Se suspeita de que alguma criança é vítima de abusos sexuais ou maus tratos faça a sua parte: DENUNCIE!
 
Linha Verde - S.O.S. Criança : 800 202 651
Lisboa - S.O.S. Criança: 21 793 1617
Coimbra - Criança Maltratada/ Apoio à Família e à Criança: 239 702233
São Miguel - S.O.S. Criança: 296 283383
 
Lisboa - S.O.S. Adolescente: 800 202 484
Coimbra - S.O.S. Estudante: 800 200 204
tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 01:49

link do post | E custa, comentar aqui?
Terça-feira, 17 de Julho de 2012

Vai e LIMPA AS MÃOS DE SUA MÃE!

Um jovem de nível acadêmico excelente, candidatou-se à posição de gerente de uma grande empresa. Passou na primeira entrevista e o diretor fez a última e tomou a decisão.

O diretor descobriu através do currículo que as suas realizações acadêmicas eram excelentes em todo o percurso, desde o secundário até à pesquisa da pós-graduação e não havia um ano em que não tivesse pontuado com nota máxima. O diretor perguntou: "Tiveste alguma bolsa na escola?"  o jovem respondeu, "nenhuma". O diretor perguntou, "Foi o teu pai que pagou as tuas mensalidades ?" o jovem respondeu, "O meu pai faleceu quando tinha apenas um ano, foi a minha mãe quem pagou as minhas mensalidades." O diretor perguntou, "Onde trabalha a tua mãe?" e o jovem respondeu, "A minha mãe lava roupa."

O diretor pediu que o jovem lhe mostrasse as suas mãos. O jovem mostrou um par de mãos macias e perfeitas. O diretor perguntou: "Alguma vez ajudaste a tua mãe a lavar as roupas?", o jovem respondeu, "Nunca, a minha mãe sempre quis que eu estudasse e lesse mais livros. Além disso, a minha mãe lava a roupa mais depressa do que eu." O diretor disse: "Eu tenho um pedido.  Hoje, quando voltares, vais e limpas as mãos da tua mãe, e depois vens ver-me amanhã de manhã."

O jovem sentiu que a hipótese de obter o emprego era alta. Quando chegou a casa, pediu feliz à mãe que o deixasse limpar as suas mãos. A mãe achou estranho, estava feliz mas com um misto de sentimentos e mostrou as suas mãos ao filho. O jovem limpou lentamente as mãos da mãe. Uma lágrima escorreu-lhe enquanto o fazia. Era a primeira vez que reparava que as mãos da mãe estavam muito enrugadas, e havia demasiadas contusões nas suas mãos. Algumas eram tão dolorosas que a mãe se queixava quando limpava com água. Esta era a primeira vez que o jovem percebia que este par de mãos que lavavam roupa todo o dia tinham-lhe pago as mensalidades. As contusões nas mãos da mãe eram o preço a pagar pela sua graduação, excelência acadêmica e o seu futuro. Após acabar de limpar as mãos da mãe, o jovem silenciosamente lavou as restantes roupas pela sua mãe.

Nessa noite, mãe e filho falaram por um longo tempo.

Na manhã seguinte, o jovem foi ao gabinete do diretor. O diretor percebeu as lágrimas nos olhos do jovem e perguntou: "Diz-me, o que fizeste e aprendeste ontem em tua casa?" O jovem respondeu: "Eu limpei as mãos da minha mãe, e ainda acabei de lavar as roupas que sobraram." O diretor pediu: "Por favor diz-me o que sentiste." O jovem disse: "Primeiro, agora sei o que é dar valor. Sem a minha mãe, não haveria um eu com sucesso hoje. Segundo, ao trabalhar e ajudar a minha mãe, só agora percebi a dificuldade e dureza que é ter algo pronto. Em terceiro, agora aprecio a importância e valor de uma relação familiar."

O diretor disse: "Isto é o que eu procuro para um gerente. Eu quero recrutar alguém que saiba apreciar a ajuda dos outros, uma pessoa que conheça o sofrimento dos outros para terem as coisas feitas, e uma pessoa que não coloque o dinheiro como o seu único objetivo na vida. Estás contratado."

Mais tarde, este jovem trabalhou arduamente e recebeu o respeito dos seus subordinados. Todos os empregados trabalhavam diligentemente e como equipe. O desempenho da empresa melhorou tremendamente.

Uma criança que foi protegida e teve habitualmente tudo o que quis, vai desenvolver- se mentalmente e vai sempre colocar-se em primeiro. Vai ignorar os esforços dos seus pais, e quando começar a trabalhar, vai assumir que toda a gente o deve ouvir e quando se tornar gerente, nunca vai saber o sofrimento dos seus empregados e vai sempre culpar os outros. Para este tipo de pessoas, que podem ser boas academicamente, podem ser bem sucedidas por um bocado, mas eventualmente não vão sentir a sensação de objetivo atingido. Vão resmungar, estar cheios de ódio e lutar por mais. Se somos esse tipo de pais, estamos realmente a mostrar amor ou estamos a destruir o nosso filho?

Pode deixar o seu filho viver numa grande casa, comer boas refeições, aprender piano e ver televisão num grande plasma. Mas quando cortar a grama, por favor deixe-o experienciar isso. Depois da refeição, deixe-o lavar o seu prato juntamente com os seus irmãos e irmãs. Deixe-o guardar seus brinquedos e arrumar sua própria cama. Isto não é porque não tem dinheiro para contratar uma empregada, mas porque o quer amar como deve de ser. Quer que ele entenda que não interessa o quão ricos os seus pais são, um dia ele vai envelhecer, tal como a mãe daquele jovem. A coisa mais importante que os seus filhos devem entender é a apreciar o esforço e experiência da dificuldade e aprendizagem da habilidade  de trabalhar com os outros para fazer as coisas.  

Quais são as pessoas que ficaram com mãos enrugadas por mim? O valor de nossos pais.

Um dos mais bonitos textos sobre educação familiar que já li...leitura obrigatória para nós pais e, principalmente, para os filhos. 

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 22:35

link do post | E custa, comentar aqui?
Sexta-feira, 13 de Abril de 2012

Cartoons sobre educação de filhos e netos no futuro...

 

 

 

 

Quino, desiludido com o século...
Pura realidade, e nós temos a nossa parcela de culpa, ou não?
Quino, o cartunista argentino autor da Mafalda, desiludido com o rumo deste século no que diz respeito a valores e educação, deixou impresso no cartum o seu sentimento:


A genialidade do artista faz uma das melhores críticas sobre a criação de filhos (e educação) nos tempos atuais.

---------------------------------

(Carlos Lúcio Gontijo - www.carlosluciogontijo.jor.br)

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 23:41

link do post | E custa, comentar aqui?
Sábado, 18 de Fevereiro de 2012

Monólogo para uma menina só

 

(Reflexões numa noite de Natal)
 

Hoje, eu te vi chorar, menina.

Uma única lágrima, deslizando pela face, sem pressa, parecia carregar consigo a expressão de todas as tristezas do mundo.

Hoje, eu te vi chorar, menina.

E no brilho daquela lágrima de adolescente, senti o quanto os teus 14 anos de vida têm transcorrido sedentos de calor humano.

Véspera de Natal, trocas de presente...

Tu, menina-moça, distante do lar, carente de afectos, expressastes, num sussurro, um único desejo: - Eu queria que a minha mãe viesse me ver.

Na tua face, a dignidade de quem está aprendendo, passo a passo, com coragem e vontade, mesmo diante de todas e tantas dificuldades, a fazer a hora do teu mundo e da tua vida.

Na ternura do meu abraço, sentiste um coração amigo e escutei de ti palavras redentoras. Começas a compreender que és digna de ser amada e que o teu futuro começa neste teu presente. Nesses meses connosco, vivendo na Fundação, permitiste-me o acesso ao teu mundo  e fui encontrando em ti uma alma sensível, meio perdida no torvelinho das carências afectivas, encontrando nos disfarces a tua sobrevivência.

Aos poucos, estás abandonando os teus disfarces e permitindo que a expressão das tuas emoções, no que pese os riscos, sejam verdadeiras, porque não mais te satisfaz sobreviver.

Queres viver!

Vejo-te, mente aberta para as mudanças, coração serenado, libertando-se das mágoas, o ângulo de visão descortinando novos horizontes.

Decidiste pôr-te a caminho, em contínuo crescimento.

Sim, menina, terás a profissão com que sonhas: serás maquilhadora e vencerás.

Terás todo o amor que mereces: saberás construir a tua felicidade. És valente. Confio em ti!

------------------------------

Arapiraca (AL), 24.12.2005 Lêda  Mello

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 00:21

link do post | E custa, comentar aqui?
Terça-feira, 17 de Janeiro de 2012

Linda analogia

No ventre de uma mulher grávida estavam dois bebês.

O primeiro pergunta ao outro:
- Você acredita na vida após o nascimento?
- Certamente que sim. Algo tem de haver após o nascimento! Talvez estejamos aqui, principalmente, porque nós precisamos nos preparar para o que seremos mais tarde.
- Bobagem, não há vida após o nascimento. E como verdadeiramente seria essa vida, se ela existisse?
- Eu não sei exatamente, mas por certo haverá mais luz lá do que aqui... Talvez caminhemos com nossos próprios pés e comamos com a boca.
- Isso é um absurdo! Caminhar é impossível. E comer com a boca? É totalmente ridículo! O cordão umbilical nos alimenta. Eu digo somente uma coisa: a vida, após o nascimento, está excluída – o cordão umbilical é muito curto!
- Na verdade, certamente, há algo depois do nascimento. Talvez seja apenas um pouco diferente do que estamos habituados a ter aqui...
- Mas ninguém nunca voltou de lá, para falar sobre isso. O parto apenas encerra a vida. E, afinal de contas, a vida é nada mais do que a angústia prolongada na escuridão.
- Bem, eu não sei exatamente como será depois do nascimento, mas com certeza veremos a mamãe e ela cuidará de nós.
- Mamãe? Você acredita na mamãe? E onde ela supostamente está?
- Onde? Em tudo à nossa volta! Nela e, através dela, nós vivemos. Sem ela tudo isso não existiria!
- Eu não acredito. Eu nunca vi nenhuma mamãe. Por isso, é claro, que não existe mamãe nenhuma!
- Bem, mas às vezes quando estamos em silêncio, podemos ouvi-la cantando; ou sentimos como ela afaga nosso mundo...

Saiba: eu penso que só depois de nascidos nossa vida será mais “real”, pois ela tomará nova dimensão. Porque aqui, aonde estamos agora, apenas estamos nos preparando para essa outra vida...
--------------------------------
(Autor desconhecido)

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 23:32

link do post | E custa, comentar aqui?
Sábado, 24 de Dezembro de 2011

Se eu fosse Papai Noel

Se eu fosse Papai Noel, mesmo um falso Papai Noel, eu seria um velho muito frustrado, por ter que ser indiferente ao apelo das criancinhas pobres, que se magoam e magoam seus pais, ao perceberem que sou surdo aos seus apelos e que talvez seja analfabeto, pois não leio as cartinhas com seus pedidos.

Mas, como poderia alegrar a tantas crianças bem alimentadas, isto promoveria um equilíbrio entre as minhas frustrações e realizações, impedindo que eu morresse de raiva ou de tristeza.
E eu prosseguiria na minha tarefa de usurpar a importância do aniversariante Jesus, usando para isso o dinheiro dos papais e das mamães.
Continuaria sendo o cara de pau que sempre fui, porque sem mim não há Natal.
------------
15/12/2007
Ana Suzuki

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 23:48

link do post | E custa, comentar aqui?
Sexta-feira, 23 de Dezembro de 2011

Há razões para acreditar num mundo melhor

Que me desculpe a Coca-Cola que faz vídeos, filmes e anúncios tão bonitos mas...
O ser humano teria melhor saúde se a Coca-Cola não existisse!
Por amor de Deus, não dêm isso aos vossos filhos - informem-se bem!
(basta uma boa pesquisa na Internet)
 
tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 14:52

link do post | E custa, comentar aqui?
Terça-feira, 20 de Dezembro de 2011

Mulher moderna (A modern woman)

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 14:48

link do post | E custa, comentar aqui?
Segunda-feira, 14 de Novembro de 2011

É NATALia!!! - poema

 

(com um grande beijo

para a Natália de 8 meses)

---------------------

 

Anuncia um sorriso de criança,

num rosto puro, doce, cheio de esp'rança

que, cegamente, confia a sua vida

nas nossas mãos de adultos. Colorida

é sua boca de botão de rosa,

e os olhos que nos falam muita prosa,

dizendo tanta coisa divertida!

 

Queira favorecê-la o Deus Menino,

aplainando o caminho. O seu destino

poderá ser todo o ano NATALia

e a vida inteira uma parafernália

de belos e matizados carreiros

ladeados de flores, ervas de cheiros,

igual a qualquer princesa da Gália!

 

------------------------------

25/12/2002

Laura B. Martins

Soc. Port. Autores nº 20958

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 00:58

link do post | E custa, comentar aqui?
Sábado, 5 de Novembro de 2011

rapaz vendido aos 3 anos ganha concurso de canto

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 21:09

link do post | E custa, comentar aqui?
Quinta-feira, 20 de Outubro de 2011

Os exames nacionais 2008/2009 do 12º ano*

Será que isto é mesmo verdade? Não sei, fartei-me de rir , mas pensando bem se calhar devia ter chorado. Que tristeza!


*A História divide-se em 4: Antiga, Média, Momentânea e Futura, a mais estudada hoje*
(a Futura é particularmente estudada pela "Maya" certamente)

 

*O metro é a décima milionésima parte de um quarto do meridiano terrestre e para o cálculo dar certo arredondaram a Terra! *
(Ups! Até eu me vi atrapalhada para fazer o cálculo. Imaginação tem ele... vai ser matemático de certeza, Portugal precisa de matemáticos com imaginação)

 

*Quando o olho vê, não sabe o que está a ver, então ele amanda uma foto eléctrica para o cérebro que lhe explica o que está a ver.*
(nada mal pensado. Somos uma máquina fotográfica em potência e em funcionamento contínuo)

 

*O nosso sangue divide-se em glóbulos brancos, glóbulos vermelhos e até verdes! *
(acho que faltam os Azuis!!Ah, mas esses com o apito dourado andam em fuga)

 

*Nas olimpíadas a competição é tanta que só cinco atletas chegam entre os dez primeiros.*
(entende-se agora a prestação de Portugal nos jogos olimpicos!!!)

 

*O piloto que atravessa a barreira do som nem percebe, porque não ouve mais nada.*
(claríssimo!! Se passou a barreira o som quando chega já ele passou, por isso não o ouve. Será?)

 

*O teste do carbono 14 permite-nos saber se antigamente alguém morreu.*
(Assim de momento acho que hoje em dia basta verificar se o coração parou ou se respira... quer  dizer... digo eu... mas pelo sim pelo não que se faça o teste do carbono 14, se os gajos do CSI descobrem uiui)

 

*O pai de D. Pedro II era D. Pedro I, e de D. Pedro I era D. Pedro 0*
(E antes foi o Pedro -1, já agora)

 

*Em 2020 a caixa de previdência já não tem dinheiro para pagar aos reformados, graças à quantidade de velhos que não querem morrer.*
(São uns chatos os velhos! Se o Socras topa o "jogo" deles...)

 

*O verme conhecido como solitária é um molusco que mora no interior, mas que está muito sozinho.*
("tadinho", espero que não tenha medo do escuro ou das trovoadas, não merece tanto sofrimento)

 

*Na segunda guerra mundial toda a Europa foi vítima da barbie!
(Queria dizer, decerto, barbárie! Ainda não existia os Morangos com Açucar... ai então é que seria lindo, não era a barbie que levava a melhor não!)

 

*O hipopótamo comanda o sistema digestivo e o hipotálamo é um bicho muito perigoso.*
(nem sei que diga... se a protecção dos animais descobre estamos todos tramados)

 

*A Terra vira-se nela mesma, e esse difícil movimento chama-se arrotação.*
(não consigo encontrar melhor definição)

 

*Lenini e Stalone eram grandes figuras do comunismo na Rússia.*
(exactamente, principalmente o Stalone)

 

*Uma tonelada pesa pelo menos 100Kg de chumbo.*
(Diabos me levem...!!!)

 

*A fundação do Titanic serve para mostrar a agressividade dos ice-bergs.*
(claro, nem a experiência podia ter sido feita de maneira diferente; tinha de ser usado um dos animais mais agressivos que se conhece)

 

*Para fazer uma divisão basta multiplicar subtraindo.*
(atenção, não tentem fazer isto em casa, pode ser perigoso... pelo menos complicado é! Pelo sim pelo não peçam esclarecimentos ao futuro professor catedrático de análise matemática)

 

*A água tem uma cor inodora.*
(pois... eu também gosto muito dessa cor)

 

*O telescópio é um tubo que nos permite ver televisão de muito longe.*
(o tipo deve ser "espião" da vizinhança, sinceramente... já ninguém quer aderir ao MEO... anda tudo a "chular" os vizinhos. Será que com o telescópio conseguiu ver a grande penalidade fora da área?!)

 

*O sul foi posto debaixo do norte por ser mais cómodo.*
(obviamente que sim. Tinha algum jeito o contrário, e aposto que foi um alentejano que teve essa brilhante ideia)

 

*Os rios podem escolher desembocar no mar ou na montanha.*
(é isso! Ao nascerem podem escolher... viva a liberdade de escolha!)

 

*Os escravos dos romanos eram fabricados em África, mas não eram de boa qualidade.*
(Racista... só os fabricados na China é que são bons não?!)

 

*A baleia é um peixe mamífero encontrado em abundância nos nossos rios.*
(todos os dias me cruzo com baleias ao atravessar o rio, é tão giro)

 

*Newton foi um grande ginecologista e obstetra europeu que regulamentou a lei da gravidez e estudou os ciclos de Ogino-Knaus. *
(Não consigo ter palavras, nem quero pensar o que diria ele sobre a actual lei do aborto)

 

*Ao princípio os índios eram muito atrasados mas com o tempo foram-se sifilizando.*
(tal qual como quem escreveu, isto digo eu... cheia de esperança!!)

 

*A Terra é um dos planetas mais conhecidos e habitados do mundo.*
(questão para se perguntar... quantos planetas tem o mundo?)

 

*A Latitude é um circo que passa por o Equador, dos zero aos 90º.*
(os "circos" deste são mais pequenos que o habitual, mas está bem, é uma opinião a ser estudada!!)

 

*Caudal de um rio, é quando um rio vai andando e deixa um bocadinho para trás!*
(é claro. Caso contrário ficava vazio depois de passar. Deve ser uma forma de o encontrarem)

 

*Princípio de Arquimedes: qualquer corpo mergulhado na água, sai completamente molhado. *
(aí não há dúvida nenhuma)

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 23:38

link do post | E custa, comentar aqui?
Domingo, 2 de Outubro de 2011

Qual a sua opção?

Um grupo de crianças brinca próximo a duas vias férreas.
Uma das vias ainda está em uso e a outra está desativada.
Apenas uma criança brinca na via desativada, enquanto que as outras, na via em operação.
O trem está vindo e você está exatamente sobre aquele aparelho que pode mudar o trem de uma linha para outra.
Você pode fazer o trem mudar seu curso para a pista desativada e salvar a vida da maioria das crianças.
Entretanto, isto significa que a solitária criança que brinca na via desativada será sacrificada.
Você deixaria o trem seguir seu caminho? O que você faria?

A maioria das pessoas escolherão desviar o trem e sacrificar só uma criança.
Você pode ter pensado da mesma forma, eu acho.
Exatamente, salvar a vida da maioria das crianças à custa de uma só criança é a decisão mais racional que a maioria das pessoas tomariam, moralmente e emotivamente.

Mas, você pensou que a criança que escolheu brincar na via desativada foi a única que tomou a decisão correta de brincar num lugar seguro?

Não obstante, ela tem que ser sacrificada por causa de seus amigos ignorantes que escolheram brincar onde estava o perigo.

Este tipo de dilema acontece ao nosso redor todos os dias.
No escritório, na comunidade, na política...
E especialmente numa sociedade democrática, a minoria frequentemente é sacrificada pelo interesse da maioria, não importa quão tola ou ignorante a maioria seja e nem a visão de futuro e o conhecimento da minoria.

Além do mais, se a via tinha sido desativada, provavelmente não era segura.
Se você desviou o trem para a outra via, colocou em risco a vida de todos os passageiros.

E em sua tentativa de salvar algumas crianças sacrificando apenas uma, você pode acabar sacrificando centenas de pessoas.

Lembre-se de que o que é correto nem sempre é popular... e o que é popular nem sempre é correto.
--------------

Eliana Gonçalves

 

De tanto ver as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra; de tanto ver crescer a injustiça;

de tanto ver agigantarem-se os poderes na mãos dos maus,

o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto.

(Rui Barbosa)

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 21:39

link do post | E custa, comentar aqui?
Sábado, 17 de Setembro de 2011

Tô assim - bebés

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 23:00

link do post | E custa, comentar aqui?
Quinta-feira, 15 de Setembro de 2011

Novo método de raptar crianças e jovens

URGENTE

Atenção jovens que saem à noite ou que saem das escolas.
Se encontrarem uma criança que chora pela estrada (passeio, etc)
com uma morada na mão e vos pede para acompanhá-la a essa morada, peguem nela e levem-na direito ao posto da polícia mais próximo e não a essa morada.
Isto é um novo método de raptar as crianças e jovens.
Divulguem pelos vossos amigos e contactos.
Obrigada
Jorge
tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 23:44

link do post | E custa, comentar aqui?
Quarta-feira, 7 de Setembro de 2011

Piadas-01 - Pais e filhos

SOMENTE UMA MÃE SABERIA... 

''Um dia minha mãe saiu e deixou meu pai tomando conta de mim.

Eu tinha uns dois anos e meio. Alguém tinha me dado um "jogo de chá" de presente e era um dos meus brinquedos favoritos.

Papai estava na sala vendo o Jornal Nacional, quando eu trouxe para ele uma "xícara de chá", que na realidade era apenas água.

Após várias xícaras de chá, onde recebia elogios entusiasmados do papai a cada xícara servida,

minha mãe chegou.

Meu pai fez ela se sentar na sala, para me ver trazendo a ele uma xícara de chá, porque era "a coisa mais fofa do mundo!".

Minha mãe esperou, e então, vinha eu pelo corredor com uma xícara de chá para o papai e ela viu ele beber todo o chá.

Então, ela disse o que (apenas uma mãe saberia...) ;

- Passou pela sua mente que o único lugar que ela alcança água é na privada...?!

Os pais não pensam igual às mães .....

 

PORQUE SERIA?

Um dia, uma menina estava sentada observando sua mãe lavar os pratos na cozinha.

De repente, percebeu que sua mãe tinha vários cabelos brancos que sobressaíam entre a sua cabeleira escura.

Olhou para sua mãe e lhe perguntou: - 'Porque você tem tantos cabelos brancos, mamãe?'

A mãe respondeu: - 'Bom, cada vez que você faz algo de ruim e me faz chorar ou me faz triste, um de meus cabelos fica branco.'

A menina digeriu esta revelação por alguns instantes e logo disse:

- 'Mãe, porque TODOS os cabelos de minha avó estão brancos?'

 

UM PAI COM 3 FILHOS.

O mais velho pediu:

-Ó pai queria 1 carro! Na faculdade só eu é que não tenho!

-Responde o pai: Só quando eu pagar o tractor.

Vem o outro:

-Ó pai quero uma moto! Todos os meus amigos da escola têm!

-Responde o pai: Só quando eu pagar o tractor.

A seguir vem  o mais novo.

-Pai quero uma bicicleta! Todos os meninos têm bicicleta!

-Responde o pai: Só quando eu pagar o tractor.

O miúdo vai pró quintal amuado.

Vê o galo em cima da galinha, dá-lhe  um safanão e diz:

-Nesta casa, enquanto o pai não pagar o tractor, anda tudo a pé!!!

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 22:23

link do post | E custa, comentar aqui?
Domingo, 14 de Agosto de 2011

Abuso sexual infantil (pedofilia)

Abuso sexual infantil (pedofilia) Fernando Gomes da Costa

Definição A pedofilia é uma psicopatologia, uma perversão sexual com carácter compulsivo e obsessivo, na qual adultos, geralmente do sexo masculino, apresentam uma atracção sexual, exclusiva ou não, por crianças e adolescentes impúberes.
Alguns autores consideram a pedofilia uma síndrome (conjunto de sinais e sintomas) que ocorre em diversas psicopatologias.
Como se processa
O pedófilo é um indivíduo aparentemente normal, inserido na sociedade.
Costuma ser "uma pessoa acima de qualquer suspeita" aos olhos da sociedade, o que facilita a sua actuação.
Geralmente age sem violência, actuado de forma sedutora, conquistando a confiança da criança, seduzindo-a muitas vezes com ofertas de objectos ou dinheiro, e ameaçando-a veladamente a fim de garantir o seu silêncio.
Mas há casos em que se pode tornar violento e até matar suas vítimas.
 
O abuso, que se define como toda a situação em que um adulto se utiliza de uma criança ou adolescente para seu prazer sexual, podendo haver ou não contacto físico, pode durar anos, só cessando quando a criança, já uma adulta, se liberta daquela relação patológica.
O abuso sexual intrafamiliar é a forma mais comum de actividade do pedófilo.
Quem pratica o abuso sexual é geralmente uma pessoa que a criança conhece e confia e frequentemente ama, ou seja, o pai, o padrasto, o avô ou o tio, ou ainda outras pessoas que gozam da intimidade da família.
 
Frequentemente o pedófilo foi também uma vítima de abuso sexual na infância.
Os pais, mais frequentemente a mãe, frequentemente sabem, ou pressentem o que ocorre, mas não fazem nada por medo ou por não acreditar que aquilo possa ocorrer.
 
A criança frequentemente tenta falar com a mãe, mas ela não acredita.
 
É comum buscar tratamento psicológico para a criança, que em razão do que ocorre, apresenta distúrbios do comportamento como: manifestações de erotização precoce, introversão, depressão, ansiedade, mau aproveitamento escolar.
 
É comum um adulto abusado sexualmente na infância, lamentar-se porque a sua mãe não o escutou.
A criança vítima sofre profundamente com medo, culpa e remorso.
Mas quem pratica o abuso é uma pessoa que ela ama. Não pode entender o que está acontecendo.
De difícil diagnóstico, não deixa marcas físicas, na maioria das vezes, mas marca a criança para toda a vida com repercussões na vida adulta em relação à socialização e à sexualidade.
Para combater o abuso sexual intrafamiliar é necessário:
 
antes de tudo aceitar que ele é frequente e pode ocorrer em todas as famílias.
 
É necessário que a criança aprenda a conhecer o seu próprio corpo desde pequena.
 
E antes de tudo é preciso que os pais acreditem nos seus filhos, mesmo que lhes pareça absurdo o que estão contando.
Dificilmente o abuso sexual é descoberto por pessoas alheias à família.
É um acto protegido por um verdadeiro muro de silêncio, que resguarda a família, mas impede a protecção da criança.
 
Descoberta a situação é importante lembrar que o pedófilo é um doente que deve ser tratado, além de afastado da sociedade.
Exploração sexual
Por outro lado, o abuso sexual intrafamiliar, especialmente nas classes sociais menos favorecidas, é uma porta de entrada para a prostituição de crianças e adolescentes.
 
A exploração sexual comercial de crianças e adolescentes, é outro tipo de abuso sexual. Aqui, três personagens participam:
além da criança ou adolescente e do abusador, pedófilo, o intermediário, o aliciador, o criminoso que lucra com a venda do sexo de crianças e adolescentes.
Uma forma moderna da exploração sexual de crianças e adolescentes é a pornografia divulgada através da Internet. O uso desse democrático e eficiente meio de comunicação pelos pedófilos é uma realidade.
Fotos de crianças nuas, praticando sexo com outras crianças, com adultos e até com animais são divulgadas pela rede.
Hoje a Internet se transformou no paraíso dos pedófilos. Através dela se comunicam, desenvolvem sua capacidade criativa, aliciam e favorecem a cultura da utilização sexual de crianças e adolescentes.
A satisfação sexual do pedófilo graças à rede é solitária e, a princípio, obviamente limitada. Contudo, pelo carácter compulsivo e obsessivo de sua patologia, ele necessitará de procurar crianças para realizar seus desejos.  
 
Os adolescentes e mesmo crianças são frequentemente aliciados, através de "chats" virtuais, românticos e sedutores, para o abuso sexual e a prostituição.
A participação dos próprios usuários da rede tem sido fundamental para levar à detenção desses criminosos.
 
A produção e divulgação de fotos pornográficas de crianças e adolescentes, é crime previsto em lei, apesar das nuances legais, que ainda não tipificam a Internet como meio de comunicação.
Perfil do abusador
O abusador é uma pessoa comum, que mantém preservadas as demais áreas de sua personalidade, ou seja, é alguém que pode ter uma profissão destacada, pode ter uma família e até ser repressor e moralista, pode ter bom acervo intelectual, enfim, aos olhos sociais e familiares pode ser considerado um indivíduo normal ou até exemplar.
 
É no entanto perverso, e faz parte da sua perversão enganar a todos sobre sua parte doente.
Para ele, enganar é tão excitante quanto a própria prática do abuso.
 
Pode esconder-se vestindo uma pele de cordeiro, ou uma pele de autoritário, ou uma pele de moralista, mas isto não passa de um artifício a serviço da sua perversão. Esse é o ponto central da sua perversão.
 
Ele necessita da fantasia de poder sobre sua vítima, usa das sensações despertadas no corpo da criança ou adolescente para subjugá-la, incentivando a decorrente culpa que surge na vítima.
O abusador pode ser agressivo, mas na maioria das vezes, ele usa da violência silenciosa da ameaça verbal ou apenas velada, e  vai sempre negar o abuso se for denunciado ou descoberto.
O pedófilo procura, frequentemente, a situação de exercer a função de substituto paternal para ter a condição de praticar sua perversão.
 
Seu distúrbio mental é compulsivo: vai repetir e repetir seu comportamento abusivo, como o mais forte dos vícios.
 
Nenhuma promessa de mudança de seu comportamento pode ser cumprida por ele, pois ele é dependente do abuso.
 
Embora a pedofilia seja uma patologia, o pedófilo tem consciência do que faz, sendo a prática do abuso sexual fonte de prazer e não de sofrimento, devendo portanto  ser responsabilizado criminalmente, sem atenuantes.
O maior dano que ele causa é à mente da criança, que é invadida por concretização das fantasias sexuais próprias da infância e que deveriam permanecer em seu imaginário.
 
Essa concretização precoce destas fantasias pode explicar a evolução de abusado para abusador, uma vez que a criança pode ficar aprisionada nesta prática infantil do sexo e nas suas numerosas implicações psicológicas doentias,  apenas mudando de lado quando se torna adulto, permanecendo assim na cena sexual infantil traumática.
Quais os sinais que nos devem alertar?
Há alguns sinais, comportamentos ou atitudes que a criança abusada tende a manifestar.
 
Alguns dos principais são enunciados abaixo, mas importa salientar que todos eles são sinais que apenas indiciam e não devem ser tomados como uma prova conclusiva.
 
No caso de haver esse tipo de suspeita, deve haver extrema cautela nas conclusões que se possam tirar e sobretudo deve haver muita calma e ponderação, e procurar acima de tudo transmitir à criança segurança e a ideia de que ela pode abrir-se e contar o que se passou sem receios de castigos ou retaliações.
 
É igualmente importante ter a noção de que a criança se pode sentir culpabilizada ou envergonhada do que aconteceu e por isso tender a ficar silenciosa ou a não contar tudo.
 
Por outro lado, essa noção de culpa e vergonha pode levá-la a fantasiar a relação de que foi vítima, misturando factos reais com falsos.
Nestas circunstâncias, é sempre melhor, antes de tomar qualquer atitude, procurar recorrer a um especialista ou serviço de apoio e deixar que sejam os técnicos a orientar o processo que tem geralmente duas vertentes:
a protecção e recuperação da criança em relação ao traumatismo psicológico, e por vezes físico, que sofreu, e a colocação do pedófilo sob a alçada da Lei, e eventualmente do tratamento médico e psicológico.
Há efectivamente alguns sinais que podem ou devem alertar para algo de errado se passa com uma criança, e que isso pode ter a ver com abuso sexual.
 
Esses sinais podem-se agrupar em dois tipos:
psicológicos ou comportamentais, e físicos:
São sinais comportamentais
a depressão
ou dificuldades em dormir (pesadelos frequentes),
manifestação de incómodo em ser tocada,
anormal e persistente interesse em assuntos de índole sexual,
alterações súbitas do comportamento como agressividade,
recusa de carinhos,
auto-depreciação do seu corpo (acham que está sujo, ou que tem anomalias sobretudo a nível dos órgão sexuais), 
desenhos e textos sobre fantasias de abuso sexual,
medo de sair sozinha ou de ir à escola, brincar com outras crianças ou com objectos simulando actos sexuais,
usar vocabulário ou conceitos de índole sexual inapropriados para a idade,
evitamento de uma determinada pessoa que pode até ser um familiar muito próximo.
São sinais físicos
as lesões (feridas, irritações, ou hemorragias) nas zonas genitais ou orais, aparecimento de hematomas no corpo não explicáveis e sem história de traumatismo conhecido, bem como o aparecimento de infecções sexualmente transmissíveis.
-----------------------------------------------------------------------------
fonte: http://www.violencia.online.pt/scripts/cv.dll?sec=crianca&pass=abuso_sexual 
tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 01:25

link do post | E custa, comentar aqui?
Quinta-feira, 14 de Julho de 2011

Marquinhos e a conversa com Deus

Marquinhos na inocência de seus 6 anos observava todos os dias na hora de dormir a mãe proferir sentida prece de gratidão ao Criador da vida. Curioso, resolveu indagar:

- Mamãe, por que todos os dias a senhora antes de dormir fecha os olhos e fica quieta por alguns minutos?

- É que estou conversando com Deus, meu filho.

- E ele consegue te ouvir, mamãe?

- Ah, sem dúvida, Marquinhos. Deus sempre ouve as nossas preces, ele é nosso Pai amoroso, o nosso Criador.

- Mas, mamãe, - indagou Marquinhos – eu não vejo Deus. Será mesmo que ele ouve?

A mãe riu da inocência do pequeno e tornou:

- Nós não vemos Deus, meu filho, mas ele nos vê.

- Não entendi nada – respondeu Marquinhos.

- Ele nos vê, pois somos suas criaturas e ele está sempre conosco, nos acompanhando.

- Nossa, mamãe, então Deus é muito poderoso!

- Sim, meu filho. Deus tudo pode, pois como lhe disse Ele foi o construtor de todo o universo.

- Então eu posso conversar com ele também?

- Mas é claro, meu filho! Qual o filho que não pode conversar com seu pai?

Ainda
intrigado, Marquinhos questionou:

- Mesmo que eu esteja bem longe daqui, na casa do meu amigo Renatinho, eu posso conversar com Deus?

A mãe riu da ingenuidade do filho.

- Pode sim, meu filho. Mesmo se estiver bem longe, na casa do Renatinho, você poderá conversar com Deus!

- E como saberei que Ele me ouviu, mamãe?

- Pelo sentimento de paz que invadirá o seu coraçãozinho quando conversar com ELE. Você sentirá uma sensação tão gostosa que saberá na hora exata que Deus ouviu sua conversa.

- Sensação muito gostosa como se eu estivesse comendo uma barra de chocolate?

- Ah, Marquinhos, muito melhor do que isso.
Mas, preste bem atenção: para que Deus lhe ouça é preciso abrir todo o seu coração, falar do fundo da sua alma com ELE, meu filho. Pois o que faz a
conversa com Deus funcionar é o nosso sentimento. Entendeu?

- Entendi sim, mamãe. Todos os dias farei como a senhora e conversarei com Deus! Quero contar-lhe como fui na escola, o que jantei e pedir algumas coisas também.

- Sim, Marquinhos, mas não se esqueça de agradecer a Deus por tudo que ele já lhe deu! - disse a mãe, provocando ainda mais curiosidade no garoto.

- E Deus já me deu alguma coisa, mãe? Disso eu não lembro. Nunca conversei com ELE nem pedi nada...

- Deus lhe deu a vida, meu filho. Deus lhe deu a oportunidade de estar aqui comigo e seu pai, de sermos uma família. Isso não é bom?

- Sim, mamãe, claro que é.

- Pois então, Marquinhos, aduziu sua mãe, em suas conversas com Deus não se esqueça de agradecer, como toda criança bem educada.

 

E assim cresceu Marquinhos, conversando com Deus, contando-lhe suas dúvidas e incertezas, pedindo, mas, principalmente, agradecendo pelo Dom da Vida.

--------------

10/07/2011

Wellington Balbo

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 23:03

link do post | E custa, comentar aqui?
Terça-feira, 14 de Junho de 2011

Definição de Avó

Artigo redigido por uma menina de 8 anos e publicado no Jornal do Cartaxo, em Floripa.

 

"Uma Avó é uma mulher que não tem filhos, por isso gosta dos filhos dos outros.
As Avós não têm nada para fazer, é só estarem ali.
Quando nos levam a passear, andam devagar e não pisam nas flores bonitas e nem nas lagartas.
Nunca dizem "Some daqui" !".
Normalmente são gordas, mas mesmo assim conseguem abotoar os nossos sapatos.
Sabem sempre que a gente quer mais uma fatia de bolo ou então, uma fatia maior.
As Avós usam óculos e, às vezes, até conseguem tirar os dentes.
Quando nos contam histórias, nunca pulam pedaços e não se importam de contar a mesma história várias vezes.
As Avós são as únicas pessoas grandes que sempre têm tempo para nós.
Não são tão fracas como dizem, apesar de morrerem mais vezes do que nós.
Toda a gente deve fazer o possível por ter uma Avó, ainda mais se não tiver televisão".
 
Avós e Netos existem pra ensinar cumplicidade!
Essa coisa de criar, educar, é quinhão dos pais...
tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 00:56

link do post | E custa, comentar aqui?
Sexta-feira, 20 de Maio de 2011

BRASIL - Programa de alimentação desativado por ser barato...

"O multimistura é um programa que não existe mais", limitou-se a informar a
assessoria de imprensa.

 
ASSESSORIA DO  MINISTÉRIO DA SAÚDE MINISTRO JOSÉ GOMES TEMPORÃO
 
Leia e  tente não ficar muito indignado (a).
Esse é o Ministério do governo petista. São 37 Ministros e suas assessorias
e seus cargos de livre provimento.
 
Programa desativado por ser barato...
PIONEIRA
Há mais de três décadas Clara Brandão criou um composto alimentar que
revolucionou a nutrição infantil.
A cena foi comovente. O vice-presidente José Alencar preparava-se para
plantar uma árvore em Brasília quando foi abordado por uma nissei de 65 anos e 1,60 m de altura. Era manhã da quinta-feira 6. A mulher começou a mostrar
fotografias de crianças esqueléticas, brasileiros com silhueta de etíopes, mas
que tinham sido recuperadas com uma farinha barata e acessível, batizada de
"multimistura".
Alencar marejou os olhos. Pobre na infância no interior de Minas, o vice
não conseguiu soltar uma palavra sequer. Apenas deu um longo e apertado abraço naquela mulher, a pediatra Clara Takaki Brandão. Foi ela quem criou a multimistura, composto de farelos de arroz e trigo, folha de mandioca e sementes de abóbora e gergelim.
Foi esta fórmula que, nas últimas três décadas, revolucionou o trabalho da Pastoral da Criança, reduzindo as taxas de mortalidade infantil no País e
ajudando o Brasil a cumprir as Metas do Milênio.
E o que a pediatra foi pedir ao vicepresidente? Que não deixasse o governo tirar a multimistura da merenda das crianças.
Mais do que isso, ela pediu que o composto fosse adotado oficialmente pelo governo.
Clara já tinha feito o mesmo pedido ao ministro da Saúde, José Gomes Temporão - mas ele optou pelos compostos das multinacionais, bem mais caros. "O Temporão disse que não é obrigado a adotar a multimistura", lamenta Clara.
Há duas semanas a energia elétrica da sala de Clara dentro do prédio do Ministério da Saúde foi cortada. Hoje, ela trabalha no escuro. "Já me avisaram
que agora eu estou clandestina dentro do governo", ironiza a pediatra.
Mas ela nem sempre viveu na escuridão. Prova disso é que, na semana passada, o governo comemorou a redução de 13% nos óbitos de crianças entre os anos de 1999 e 2004 - período em que a multimistura tinha se propagado para todo o País.
Desde 1973, quando chegou à fórmula do composto, Clara já levou sua multimistura para quase todos os municípios brasileiros, com a ajuda da Pastoral
da Criança, reduto do PT.
Os compostos da multimistura têm até 20 vezes mais ferro e vitaminas C e B1 em relação à comida que se distribui nas merendas escolares de municípios que optaram por comprar produtos industrializados.
Sem contar a economia: "Fica até 121% mais caro dar o lanche de marca", compara Clara.
Quando ela começou a distribuir a multimistura em Santarém, no Pará, 70% das crianças estavam subnutridas e os agricultores da região usavam o farelo de arroz como adubo para as plantas e como comida para engordar porco.
Em 1984, o Unicef constatou aumento de 220% no padrão de crescimento dos subnutridos.
Dessa época, Clara guarda o diário de Joice, uma garotinha de dois anos e três meses que não sorria, não andava, não falava.
Com a multimistura, um mês depois Joice começou a sorrir e a bater palmas.
Hoje, a multimistura é adotada por 15 países. No Brasil só se transformou em política pública em Tocantins.
Clara acredita que enfrenta adversários poderosos.
Segundo ela, no governo, a multimistura começou a ser excluída da merenda escolar para abrir espaço para o Mucilon, da Nestlé, e a farinha láctea, cujo mercado é dividido entre a Nestlé e a Procter & Gamble.
"É uma política genocida substituir a multimistura pela comida industrializada", ataca a pediatra.
 
A coordenadora nacional da Pastoral da Criança, Zilda Arns, reconhece que a multimistura foi importante para diminuir os índices de desnutrição infantil. "A
multimistura ajudou muito", diz. "Mas só ela não é capaz de dizimar a anemia; também se deve dar importância ao aleitamento materno.
" ISTO É" procurou as autoridades do Ministério da Saúde ao longo de toda a semana, mas nenhuma delas quis se pronunciar.
"O multimistura é um programa que não existe mais", limitou-se a informar a assessoria de imprensa.
NOTA:
Porque é que estas notícias não são dadas na hora nobre dos noticiários?
Porque e que não vêm publicadas em grandes parangonas nos jornais de maior tiragem?
Quem está por trás disto?
A quem interessa retirar do mercado o que é barato e nacional e substituir
pelo que é caro e importado?
Em Portugal também é o mesmo por todo o lado - CORRUPÇÃO!!!!!!!
------------------
Laura B. Martins
tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 20:18

link do post | E custa, comentar aqui?
Domingo, 15 de Maio de 2011

A orelha postiça

Um trabalho de um verdadeiro artista e uma menina que nasceu sem a orelha esquerda.

O dom de curar nem sempre está em medicamentos ou em cirurgias.
 
Pode estar,  literalmente,  nas mãos de um artista,  mesmo que esta arte não seja exposta em galerias famosas.
Nesse caso a cura foi a devolução da auto-estima para uma garotinha. O que é maravilhoso!
'O Caminho dos vencedores é sempre traçado passo-a-passo, com muito esforço, suor e, muitas vezes, com lágrimas.
Sabemos que a alegria da vitória compensa qualquer sacrifício.
Somente pessoas corajosas, constantes e decididas chegam ao fim.
A perseverança conquista a vitória'.
Sucesso!!!

 

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 22:05

link do post | E custa, comentar aqui? | ver comentários (1)
Terça-feira, 12 de Abril de 2011

A inutilidade da infância

Rúben Alves, Escritor, Psicanalista, Educador respeitado no Brasil e no Exterior, em seu livro Histórias de quem gosta de ensinar, escreveu um capítulo que intitulou "A inutilidade da infância", do qual transcrevemos algumas ideias para que possamos reflectir:

 

O pai orgulhoso e sólido olha para o filho saudável e imagina o futuro.

Que é que você vai ser quando crescer?

Pergunta inevitável, necessária, previdente, que ninguém questiona.

Ah! Quando eu crescer, acho que vou ser médico! A profissão não importa muito, desde que ela pertença ao rol dos rótulos respeitáveis que um pai gostaria de ver colados ao nome do seu filho... Engenheiro, Diplomata, Advogado, Cientista...

 

Imagino um outro pai, diferente, que não pode fazer perguntas sobre o futuro.

Pai para quem o filho não é uma entidade que "vai ser quando crescer", mas que simplesmente é, por enquanto... É que ele está muito doente, provavelmente não chegará a crescer e, por isso mesmo, não vai ser médico, nem mecânico e nem ascensorista. Que é que seu pai lhe diz? Penso que o pai, esquecido de todos "os futuros possíveis e gloriosos" e dolorosamente consciente da presença física, corporal, da criança, aproxima-se dela com toda a ternura e lhe diz: "se tudo correr bem, iremos ao jardim zoológico no próximo domingo..."

É, são duas maneiras de se pensar a vida de uma criança. São duas maneiras de se pensar aquilo que fazemos com uma criança.

 

Eu me lembro daquelas propagandas curtinhas que se fizeram na televisão, por ocasião do ano da criança deficiente. E apareciam lá, na tela, as crianças e adolescentes, cada uma excepcional a seu modo, desde síndrome de Down até cegueira, e aquilo que nós estávamos fazendo com eles... Ensinando, com muito amor, muita paciência.

E tudo ia bem até que aparecia o ideólogo da educação dos excepcionais para explicar que, daquela forma, esperava-se que as crianças viessem a ser úteis, socialmente...

E fiquei a me perguntar se não havia uma pessoa sequer que dissesse coisa diferente, que aquelas escolas não eram para transformar cegos em fazedores de vassouras, nem para automatizar os mongolóides para que aprendessem a pregar botões sem fazer confusão...

 

Será que é isto? Sou o que faço? Ali estavam crianças excepcionais, não-seres que virariam seres sociais e receberiam o reconhecimento público se, e somente se, fossem transformados em meios de produção.

Não encontrei nem um só que dissesse: "através desta coisa toda que estamos fazendo esperamos que as crianças sejam felizes, dêem muitas risadas, descubram que a vida é boa...

 

Se uma borboleta, se um pardal e se uma ignorada rãzinha podem encontrar alegria na vida, por que não estas crianças, só porque nasceram um pouco diferentes?"

 

Voltamos ao pai e ao seu filhinho leucémico.

Que temos a lhe dizer? Que tudo está perdido? Que o seu filho é um não-ser porque nunca chegará a ser útil, socialmente?

E ele nos responderá: "mas não pode ser... Sabe? Ele dá risadas. Adora o jardim zoológico. E está mesmo criando uns peixes, num aquário. Você não imagina a alegria que ele tem, quando nascem os filhotinhos.

De noite nós nos sentamos e conversamos. Lemos histórias, vemos figuras de arte, ouvimos música, rezamos...

Você acha que tudo isto é inútil? Que tudo isto não faz uma pessoa? Que uma criança não é, que ela só será depois que crescer, que ela só será depois de transformada em meio de produção?"

Claro, se a coisa importante é a utilidade social temos de começar reconhecendo que a criança é inútil, um trambolho.

Como se fosse uma pequena muda de repolho, bem pequena, que não serve nem para salada e nem para ser recheada, mas que, se propriamente cuidada, acabará por se transformar num gordo e suculento repolho e, quem sabe, um saboroso chucrute?

Então olharíamos para a criança não como quem olha para uma vida que é um fim em si mesma, que tem direito ao hoje pelo hoje... Reconheçamos: as crianças são inúteis...

Uma sonata de Scarlatti é útil? E um poema? E um jogo de xadrez? Ou empinar papagaios?

Inúteis. Ninguém fica mais rico. Nenhuma dívida é paga.

É que, muito embora não produzam nada, elas produzem o prazer.

O primeiro pai fazia ao filho a pergunta da utilidade: "qual o nome do meio de produção em que você deseja ser transformado?"

O segundo, impossibilitado de fazer tal pergunta, descobriu um filho que nunca descobriria, de outra forma: "vamos brincar juntos, no domingo?"

 

Pense nisso!

 

As crianças são espíritos reencarnados. Não estão num corpo físico pela primeira vez.. Como herdeiros de si mesmos, esses espíritos imortais trazem consigo, ao nascer, as marcas das experiências já vividas em outras existências, como um novo ponto de partida para novos aprendizados.

----------------------------

www.momentodereflexao.com.br

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 18:38

link do post | E custa, comentar aqui?
Quinta-feira, 10 de Março de 2011

A mais bela flor

O bosque estava quase deserto quando o homem sentou-se para ler debaixo dos longos ramos de um velho carvalho.
Estava desiludido da vida, com boas razões para chorar, pois o mundo estava tentando afundá-lo.
E como se já não tivesse razões suficientes para arruinar o seu dia, um garoto chegou, ofegante, cansado de brincar.
Parou na sua frente, de cabeça baixa e disse, cheio de alegria: - Veja o que encontrei!
O homem olhou desanimado e percebeu que na sua mão havia uma flor.
Que visão lamentável! Pensou consigo mesmo. A flor tinha as pétalas caídas, folhas murchas, e certamente nenhum perfume.
Querendo ver-se livre do garoto e de sua flor, o homem desiludido fingiu pálido sorriso e se virou para o outro lado.
Mas ao invés de recuar, o garoto sentou-se ao seu lado, levou a flor ao nariz e declarou com estranha surpresa:
- O cheiro é óptimo, e é bonita também... - Por isso a peguei. Tome! É sua.

A flor estava morta ou morrendo, nada de cores vibrantes como laranja, amarelo ou vermelho, mas ele sabia que tinha que pegá-la, ou o menino jamais sairia dali.
Então estendeu a mão para pegá-la e disse, um tanto contrafeito: - Era o que eu precisava.
Mas, ao invés de colocá-la na mão do homem, ele a segurou no ar, sem qualquer razão.
E naquela hora o homem notou, pela primeira vez, que o garoto era cego e que não podia ver o que tinha nas mãos.
A voz lhe sumiu na garganta por alguns instantes...
Lágrimas quentes rolaram do seu rosto enquanto ele agradecia, emocionado, por receber a melhor flor daquele jardim.
O garoto saiu saltitando, feliz, cheirando outra flor que tinha na mão, e sumiu no amplo jardim, em meio ao arvoredo.
Certamente iria consolar outros corações, que embora tenham a visão física, estão cegos para os verdadeiros valores da vida.

Agora o homem já não se sentia mais desanimado e os pensamentos lhe passavam na mente com serenidade. Perguntava-se a si mesmo como é que aquele garoto cego poderia ter percebido sua tristeza a ponto de aproximar-se com uma flor para lhe oferecer.
Concluiu que talvez a sua auto-piedade o tivesse impedido de ver a natureza que cantava ao seu redor, dando notícias de esperança e paz, alegria e perfume...
E como as Leis da Vida são misericordiosas, permitiram que um garoto privado da visão física o despertasse daquele estado depressivo.
E o homem, finalmente, conseguira ver, através dos olhos de uma criança cega, que o problema não era o mundo, mas ele mesmo.
E ainda mergulhado em profundas reflexões, levou aquela feia flor ao nariz e sentiu a fragrância de uma rosa...
----------------------

www.reflexão.com.br

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 00:49

link do post | E custa, comentar aqui?
Quinta-feira, 10 de Fevereiro de 2011

Haja o que houver!!!

"Na Roménia, um homem dizia sempre ao filho:

- Haja o que houver, eu sempre estarei a seu lado!

 

Houve, nesta época um terramoto de grande intensidade.

Na hora do tremor o homem, que estava em uma estrada, correu para casa e verificou que sua esposa estava bem, mas seu filho tinha ido para a escola.

Correu para lá e a encontrou totalmente destruída. Não restava uma única parede de pé.

Tomado de uma enorme tristeza, ficou ali recordando o filho e sua promessa não cumprida:

"Haja o que houver, eu estarei sempre a seu lado".

Seu coração estava apertado, e apenas conseguia ver a destruição.

 

Mentalmente, percorreu inúmeras vezes o trajecto que fazia diariamente segurando a mão do filho, o portão, o corredor, as paredes, virava a direita e o via entrar.

Mas agora estava tudo destruído.

Resolveu então, fazer em cima dos escombros o mesmo trajecto:

Portão... Portas...  Corredor... Virou a direita... E parou em frente ao que deveria ser a porta da sala em que seu filho estudava. Nada! Apenas uma pilha de material destruído. Nem ao menos um pedaço de alguma coisa que lembrasse a classe.

Olhava. Tudo destruído. Ficou desolado.

 

Mas continuava a ouvir a sua promessa:

- Haja o que houver, eu sempre estarei a seu lado!

E ele não esteve quando ele mais precisou...

 

Começou a cavar com as mãos.

Enquanto fazia aquilo chegaram outros pais, que embora bem intencionados, e também desolados, tentavam afastá-lo de lá dizendo: - Vá para casa. Não adianta, não sobrou ninguém.

Ele retrucava: - Você vai me ajudar?

Mas ninguém ajudava, e aos poucos, todos se afastavam.

 

Chegaram os policiais, que também tentaram retirá-lo dali, pois viam que não havia chance de ter sobrado ninguém com vida.

A única coisa que o homem dizia para as pessoas que tentavam retirá-lo de lá era: - Você vai me ajudar?

Chegaram os bombeiros, e foi a mesma coisa...

 

Ele trabalhou quase sem descanso, apenas com pequenos intervalos, cinco, 10, 12, 22, 24, 30 horas.

Já exausto, dizia a si mesmo que precisava saber se seu filho estava vivo ou morto.

Até que ao afastar uma enorme pedra, sempre chamando pelo filho, ouviu: -Pai... Estou aqui!

Feliz, o homem fazia força para abrir um vão maior e perguntou: - Tem mais alguém com você?

- Sim, dos 36 da classe, 14 estão comigo, estamos presos em um vão entre dois pilares. Estamos todos bem.

Pai, eu falei a eles: - Vocês podem ficar sossegados, pois meu pai vai nos achar.

 

Eles não acreditavam, mas eu dizia a toda hora… Haja o que houver, meu pai estará sempre a meu lado!

-Vamos, abaixe-se e tente sair por este buraco, disse o pai.

-Não Pai! Deixe os outros saírem primeiro... Eu sei que haja o que houver... Você estará me esperando!

(Esta história é verídica).

 

E você? Como está a sua persistência? Em que você acredita? 

............................................................

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 00:39

link do post | E custa, comentar aqui?
Domingo, 30 de Janeiro de 2011

Dá que pensar!

Não  tenho filhos e tremo só de pensar.
Os exemplos que vejo em volta não aconselham temeridades.
Hordas de amigos constituem as respectivas proles e, apesar da benesse, não levam  vidas descansadas.
Pelo contrário: estão  invariavelmente mergulhados numa angústia  e numa ansiedade de contornos particularmente patológicos.
Percebo porquê. Há cem ou duzentos anos, a vida dependia  do berço, da posição social e da fortuna familiar.
Hoje, não. A criança nasce, não numa família mas numa pista de atletismo, com as barreiras da praxe: jardim-escola aos três, natação aos quatro, lições de piano aos cinco, escola aos seis.
E um exército de professores explicadores,  educadores e psicólogos, como se a criança fosse um potro de competição.

 Eis a ideologia criminosa que se instalou definitivamente nas  sociedades modernas: a vida não é para ser vivida mas construída com sucessos pessoais e profissionais, uns atrás dos outros, em progressão geométrica para o infinito.
É preciso o emprego de sonho, a casa de sonho, o maridinho de sonho, os amigos de sonho, as férias de sonho, os restaurantes de sonho.
Não  admira  que, até 2020, um terço da população mundial esteja a mamar forte no Prozac.
É a velha história da cenoura e do burro: quanto mais  temos, mais queremos.
Quanto mais queremos, mais desesperamos.
A meritocracia gera uma insatisfação insaciável que acabará  por arrasar o mais leve traço de  humanidade.
Não deixa de ser uma lástima.
Se as pessoas  voltassem a ler os clássicos, sobretudo Montaigne, saberiam que o fim  último da  vida não é a excelência, mas sim a felicidade!

--------------------------------

Texto de João Pereira Coutinho

27/07/2007 

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 23:55

link do post | E custa, comentar aqui?
Sexta-feira, 24 de Dezembro de 2010

Papai Noel com stress

Kerido Papai Noéu:

Eu qeuria ganhá um joginho espasiau de prezente de natau...

Tenho cido um boum minino neste ano.

Ti adoro,

Marco.

 

Querido Marco:

Sua ortografia é excelente!!!! Parece um índio escrevendo...

Definitivamente terá uma brilhante carreira na vida... Como auxiliar de pedreiro!!!

Tem certeza que você não prefere um livro de português?

Quanto ao joguinho espacial, darei ao seu irmão, pelo menos ele sabe escrever!!!

Um abraço,

Papai Noel

-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-

Querido Papai Noel

Tenho sido uma boa menina este ano. A única coisa que peço é paz e amor para o mundo...

Com amor,

Sara

 

Querida Sara:

Voce anda fumando maconha???

Papai Noel

-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-

Querido Papai Noel:

Poxa, fazem 3 anos que venho pedindo um caminhãozinho de bombeiro e nada....

Por favor vê se desta vez voce me traz um!!!

Obrigado,

Luis

 

Querido Luis:

Seus pedidos já me encheram o saco!!! Mas enfim, desculpe-me por favor.

Quando voce estiver dormindo, incendiarei a sua casa.

Assim terá todos os caminhões de bombeiros que sempre desejou!!!

Papai Noel.

-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-

Querido Papai Noel:

Não sei se voce pode, mas gostaría de ver meus pais juntos outra vez este ano.

Com amor Julia

 

Querida Julia:

E o que voce quer garota?? Que eu arruine a relação de seu pai com a sua secretária???

Deixe ele se divertir com uns seios de verdade!!!

Melhor te dar uma Barbie...

Papai Noel

-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-

Querido Papai Noel:

Quero uma bike, um nintendo, um computador, uma caixa de Lego, um cachorrinho, um ponei e uma guitarra.

Com carinho,

Tibúrcio

 

Querido "T I B Ú R C I O"???:

Mais alguma coisa???? Quem foi o infeliz que te deu este nome? Huahuahuahuahua!!!!

Na verdade voce não quer porra nenhuma não é mesmo???

Porém tenho uma sugestão... Por que você não pede um nome novo?

Papai Noel

-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-

Querido Papai Noel:

Deixei embaixo da árvore de natal umas empanadas para você e cenouras para as renas.

Um beijinho,

Susane

 

Querida Susane:

Empanadas me dão diarréia, e cenouras fazem minhas renas peidarem em minha cara...

Quer me agradar sua puxa-saco??

Ao invés de porcarias, ponha uma garrafa de Chivas, uns Toblerones e convença a sua mãe a se pôr com aquela lingerie transparente que ela usa com o carpinteiro.

Um beijão,

Papai Noel

-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-

Querido Papai Noel:

Como diz aquela canção: "Venha velhinho, de noitinha, quando durmo meu soninho..."

Espero voce Noelzinho!!!

Te adoro,

Jéssica

 

Querida Jéssica:

Como você é ingênua!!!! Bom saber, pois este ano vou assaltar a sua casa!!!

Papai Noel

-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-

Querido Papai Noel

Por favor!!! Por favor!!! Por favor!!! Por favor!!! Dá um cachorrinho pra mim!!!

Por favor!!! Por favor!!! Por favor!!! Por favor!!!

Com imploração,

Juninho

 

Querido Juninho!!!

Esse tipo de imploração funciona melhor com os seus pais, já que você é adotado (ops falei!!! agora já era) e eles te toleram demais...

Já comigo não funciona... Comigo o buraco é mais embaixo... Pare de ser mala!!!

Vou te dar mais outro pijama!!!

Papai Noel.

-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 22:03

link do post | E custa, comentar aqui?
Sexta-feira, 10 de Dezembro de 2010

O Estado e a criança na UE

Convenção Europeia sobre os Direitos da Criança na União Europeia
(Resumo)
 
Definição de criança
A criança é definida como todo o ser humano com menos de dezoito anos, excepto se a lei nacional confere a maioridade mais cedo.
 
Não discriminação
O Estado tem obrigação de proteger a criança contra todas as formas de discriminação e de tomar medidas positivas para promover os seus direitos.
 
Interesse superior da criança
O Estado deve garantir à criança cuidados adequados quando os pais, ou outras pessoas responsáveis por ela não tenham capacidade para o fazer.
 
Aplicação dos direitos
O Estado deve fazer tudo o que puder para aplicar os direitos contidos na Convenção.
 
Orientação da criança e evolução das suas capacidades
O Estado deve respeitar os direitos e responsabilidades dos pais e da família alargada na orientação da criança de uma forma que corresponda ao desenvolvimento das suas capacidades.
 
Sobrevivência e desenvolvimento
O Estado tem obrigação de assegurar a sobrevivência e desenvolvimento da criança.
 
Protecção da identidade
O Estado tem a obrigação de proteger e, se necessário, de restabelecer os aspectos fundamentais da identidade da criança (incluindo o nome, a nacionalidade, e relações familiares).
 
Deslocações e retenções ilícitas
O Estado tem obrigação de combater as deslocações e retenções ilícitas de crianças no estrangeiro levadas a cabo por um dos pais ou por terceiros.
 
Liberdade de pensamento, consciência e religião
O Estado respeita o direito da criança à liberdade de pensamento, consciência e religião, no respeito pelo papel de orientação dos pais.
 
Acesso a informação apropriada
O Estado deve garantir à criança o acesso a uma informação e a materiais provenientes de fontes diversas, e encorajar os media a difundir informação que seja de interesse social e cultural para a criança. O Estado deve tomar medidas para
proteger a criança contra materiais prejudiciais ao seu bem-estar.
 
Responsabilidade dos pais
O Estado deve conceder uma ajuda apropriada aos pais na educação dos filhos.
 
Protecção contra maus tratos e negligência
O Estado deve proteger a criança contra todas as formas de maus tratos por parte dos pais ou de outros responsáveis pelas crianças e estabelecer programas sociais para a prevenção dos abusos e para tratar as vítimas.
 
Protecção da criança privada de ambiente familiar
O Estado tem a obrigação de assegurar protecção especial à criança privada do seu ambiente familiar e de zelar para que possa beneficiar de cuidados alternativos adequados ou colocação em instituições apropriadas. Todas as medidas relativas
a esta obrigação deverão ter devidamente em conta a origem cultural da criança.
 
Crianças refugiadas
O Estado tem a obrigação de colaborar com as organizações competentes que asseguram esta protecção.
 
Saúde e serviços médicos
Os Estados devem dar especial atenção aos cuidados de saúde primários e às medidas de prevenção, à educação em termos de saúde pública e à diminuição da mortalidade infantil. Neste sentido, os Estados encorajam a cooperação internacional e esforçam-se por assegurar que nenhuma criança seja privada do direito de acesso a serviços de saúde eficazes.
 
Segurança social
A criança tem o direito de beneficiar da segurança social, incluindo prestações sociais.
 
Nível de vida
A criança tem direito a um nível de vida adequado ao seu desenvolvimento físico, mental, espiritual, moral e social.
Cabe aos pais a principal responsabilidade primordial de lhe assegurar um nível de vida adequado. O Estado tem o dever de tomar medidas para que esta responsabilidade possa ser – e seja – assumida.
A responsabilidade do Estado pode incluir uma ajuda material aos pais e aos seus filhos.
 
Educação
A criança tem direito à educação e o Estado tem a obrigação de tornar o ensino primário obrigatório e gratuito, encorajar a organização de diferentes sistemas de ensino secundário acessíveis a todas as crianças e tornar o ensino
superior acessível a todos, em função das capacidades de cada um. A disciplina escolar deve respeitar os direitos e a dignidade da criança. Para garantir o respeito por este direito, os Estados devem promover e encorajar a cooperação internacional.
 
Trabalho das crianças
O Estado deve fixar idades mínimas de admissão no emprego e regulamentar as condições de trabalho.
 
Exploração sexual
O Estado deve proteger a criança contra a violência e a exploração sexual, nomeadamente contra a prostituição e a participação em qualquer produção de carácter pornográfico.
 
Venda, tráfico e rapto
O Estado tem a obrigação de tudo fazer para impedir o rapto, a venda ou o tráfico de crianças.
 
Outras formas de exploração
A criança tem o direito de ser protegida contra qualquer outra forma de exploração não contemplada nos artigos 32, 33, 34 e 35.
 
Tortura e privação de liberdade
A criança privada de liberdade tem o direito de beneficiar de assistência jurídica ou qualquer outro tipo de assistência adequada.
 
Conflitos armados
Os Estados Partes tomam todas as medidas possíveis na prática para que nenhuma criança com menos de 15 anos participe directamente nas hostilidades. Nenhuma criança com menos de 15 anos deve ser incorporada nos exércitos. Os Estados devem assegurar protecção e assistência às crianças afectadas por conflitos armados, nos termos das disposições previstas pelo direito internacional nesta matéria.
 
Recuperação e reinserção
O Estado tem a obrigação de assegurar que as crianças vítimas de conflitos armados, tortura, negligência, exploração ou sevícias beneficiem de cuidados adequados para a sua recuperação e reinserção social.
 
Respeito pelas normas estabelecidas
Se uma disposição relativa aos direitos da criança que figura no direito nacional ou internacional em vigor num Estado for mais favorável do que a disposição análoga na Convenção, é a norma mais favorável que se aplica.
 
Aplicação e entrada em vigor
A fim de «promover a aplicação efectiva da Convenção e encorajar a cooperação internacional», agências especializadas das Nações Unidas (como a OIT, a OMS e a UNESCO) e a UNICEF podem assistir às reuniões do Comité. E podem, como qualquer organismo considerado «competente», nomeadamente as ONGs que gozem de um estatuto consultivo junto das Nações Unidas e órgãos das Nações como o ACNUR apresentar informações pertinentes ao Comité e vir a ser convidadas a dar parecer sobre a melhor forma de garantir a aplicação da Convenção.
 
Qualquer Estado pode ser processado por incumprimento
tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 23:21

link do post | E custa, comentar aqui?
Domingo, 5 de Dezembro de 2010

Carta dos direitos da criança

Carta Internacional dos Direitos da Criança
 
* Direito à igualdade, sem distinção de raça religião ou nacionalidade;
 
* Direito à especial protecção para o seu desenvolvimento físico, mental e social;
 
* Direito a um nome e a uma nacionalidade;
 
* Direito à alimentação, moradia e assistência médica adequadas para a criança e a mãe;
 
* Direito à educação e a cuidados especiais para a criança física ou mentalmente deficiente;
 
* Direito ao amor e à compreensão por parte dos pais e da sociedade;
 
* Direito à educação gratuita e ao lazer infantil;
 
* Direito a ser socorrido em primeiro lugar, em caso de catástrofes;
 
* Direito a ser protegida contra o abandono e a exploração no trabalho;
 
* Direito a crescer dentro de um espírito de solidariedade, compreensão, amizade e justiça entre os povos.
tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 23:30

link do post | E custa, comentar aqui?
Segunda-feira, 2 de Agosto de 2010

"PEDRALHÃES"

Em miúdo eu tive uma PEDRALHÃES  com monitor de 12 polegadas !...
E sei a tabuada, fazer contas de cabeça e escrevo sem erros!!!!!
..."Ganda" máquina aquela !!..

E tu? Com a tua calculadora ou o teu computador portátil (Magalhães), sabes fazer contas de cabeça e tens boas notas a português?

SINAIS DOS TEMPOS!!!!!!!

tags = temas deste blog - Clique em cima:
LauraBM às 19:41

link do post | E custa, comentar aqui?

R O D A P É


A não esquecer:

"Fala-se tanto da necessidade de deixar um planeta melhor para os nossos filhos e...

esquece-se a urgência de deixarmos filhos melhores para o nosso planeta."

==================

"Uma criança que aprende o respeito e a honra dentro da própria casa

e recebe o exemplo dos seus pais,
torna-se um adulto comprometido em todos os aspectos,

inclusive em respeitar o planeta onde vive..."

===================

.tags = temas deste blog - Clique em cima

. 00-avisos

. 000-direitos das crianças

. 01-dá que pensar

. 02-haja o que houver

. 03-histórias de crianças

. 04-infância-considerações

. 05-mundo das crianças

. 06-crianças e avós

. 07-as crianças e os pais

. 08-sinais

. 09-divertidos de crianças

. 09-piadas bd

. 10-diversos

. 10-escola triste

. 11-poemas-laura

. 12-natal das crianças

. 13-videos especiais

. todas as tags

.links